«Há interessados no mercado doméstico de transporte aéreo» - Olavo Correia

O Governo afirma que há operadores interessados no mercado doméstico de transporte aéreo. A garantia foi deixada hoje, no parlamento, pelo vice-Primeiro-Ministro e ministro das Finanças, durante a discussão do relatório da CPI sobre a gestão da TACV.

A Binter é desde, 1 de Agosto de 2017, a única companhia aérea a fazer os voos domésticos no país. Apesar disso, Olavo Correia insiste que não existe monopólio.

“Estamos a trabalhar para termos um bom serviço doméstico. O mercado não está monopolizado. O mercado é um mercado aberto. Nós sabemos e temos informações que existem operadores com interesse em abordar o mercado doméstico. Na perspectiva do Governo, faz todo o sentido e o Governo seguramente incentivará para que tenhamos de facto um serviço de transportes inter-ilhas eficiente e que cubra todas as ilhas”, garante.

Olavo Correia, que não concretiza o nome de eventuais interessados no mercado interno, aborda também a situação dos TACV, agora designada Cabo Verde Airlines.

“Estamos a trabalhar para termos um serviço de transportes internacionais, fazendo de Cabo Verde um Hub de transportes aéreos no Atlântico médio. É um processo difícil que comporta riscos importantes, tendo em conta a situação financeira em que a empresa se encontrava,  mas estamos a trabalhar afincadamente para que isso venha a ser uma realidade, porque termos um país conectado com o mundo", assegura.

O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os actos de gestão da TACV foi apresentado quinta-feira no Parlamento, com a conclusão de que os sucessivos governos do PAICV são responsáveis pela má gestão da companhia. Argumento que não convence o próprio PAICV, que discorda das conclusões do documento.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis