«Há interessados no mercado doméstico de transporte aéreo» - Olavo Correia

O Governo afirma que há operadores interessados no mercado doméstico de transporte aéreo. A garantia foi deixada hoje, no parlamento, pelo vice-Primeiro-Ministro e ministro das Finanças, durante a discussão do relatório da CPI sobre a gestão da TACV.

A Binter é desde, 1 de Agosto de 2017, a única companhia aérea a fazer os voos domésticos no país. Apesar disso, Olavo Correia insiste que não existe monopólio.

“Estamos a trabalhar para termos um bom serviço doméstico. O mercado não está monopolizado. O mercado é um mercado aberto. Nós sabemos e temos informações que existem operadores com interesse em abordar o mercado doméstico. Na perspectiva do Governo, faz todo o sentido e o Governo seguramente incentivará para que tenhamos de facto um serviço de transportes inter-ilhas eficiente e que cubra todas as ilhas”, garante.

Olavo Correia, que não concretiza o nome de eventuais interessados no mercado interno, aborda também a situação dos TACV, agora designada Cabo Verde Airlines.

“Estamos a trabalhar para termos um serviço de transportes internacionais, fazendo de Cabo Verde um Hub de transportes aéreos no Atlântico médio. É um processo difícil que comporta riscos importantes, tendo em conta a situação financeira em que a empresa se encontrava,  mas estamos a trabalhar afincadamente para que isso venha a ser uma realidade, porque termos um país conectado com o mundo", assegura.

O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os actos de gestão da TACV foi apresentado quinta-feira no Parlamento, com a conclusão de que os sucessivos governos do PAICV são responsáveis pela má gestão da companhia. Argumento que não convence o próprio PAICV, que discorda das conclusões do documento.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal