UE confia em aumento de investimentos europeus em Cabo Verde

O embaixador da União Europeia (UE) em Cabo Verde, José Manuel Pinto Teixeira, disse, quarta-feira, na cidade da Praia, estar otimista quanto a um aumento de investimentos europeus nos próximos tempos no país.

Em declaração à imprensa, no termo do seu primeiro encontro com o novo primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, o diplomata europeu disse acreditar que o novo Governo do país vai criar um ambiente de negócio favorável a esta perspetiva.

Porém, José Manuel Pinto Teixeira disse reconhecer ter já manifestado, em diversas ocasiões, a sua posição critica em relação ao ambiente de negócios em Cabo Verde o que, na sua opinião, desmotivava empresários europeus de investirem no arquipélago cabo-verdiano.

“Temos grandes esperanças de que possa haver um aumento de investimentos europeu em Cabo Verde, já que o primeiro-ministro tem feito declarações que encorajam esse investimento e um compromisso para melhorar o ambiente de negócios, que é um aspeto muito importante”, afirmou.

No entender do diplomata, para melhorar este quadro, não basta uma lei ou uma decisão, mas devem existir também uma atitude e uma disponibilidade para o diálogo, algo que Ulisses Correia e Silva já evidenciou numa reunião recentemente com a Associação dos Empresários Europeus na cidade da Praia.

Revelou ainda ter abordado com o chefe do Governo cabo-verdiano nomeadamente a parceria especial entre a UE e Cabo Verde.

O objetivo é sempre “reforçar e aprofundar” as relações, sobretudo em termos de cooperação económica, um setor em que, a seu ver, existem grandes perspetivas e expetativas.

José Manuel Pinto Teixeira considerou que a segurança é, igualmente, importante na referida parceria especial, sustentando que os acontecimentos da última semana, em alusão ao hediondo incidente de Monte Tchota, que que fez 11 mortos, vieram “reforçar essa importância”.

Segundo o diplomata, durante o encontro permitiu-lhe informar o primeiro-ministro cabo-verdiano sobre outros aspetos de cooperação no âmbito da parceria especial e perspetivar futuras áreas de cooperação, nomeadamente o programa a ser implementado até ao final do ano de 2016 e atinente às relações entre as duas partes.

Notícias

Porto Novo já exporta sabonetes e grogue – queijo é o próximo produto a chegar aos mercados internacionais

FestiCoral regressa com 10 grupos de coral

Assistentes sociais da Macaronésia reunidos na cidade da Praia

Jogos Africanos e Gala Cabo Verde na agenda de encontro de ministro com Presidente da República