TradeInvest e Bringbuys assinam memorando para criação de polo tecnológico

O acordo foi assinado durante o12º Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre China e Países de Língua Portuguesa, que decorreu em Portugal.

A Cabo Verde TradeInvest e a Macao Bringbuys Web Technology vão criar um polo tecnológico no arquipélago, com planos de penetração em outros países da África Ocidental, no âmbito de um memorando de entendimento assinado quinta-feira em Lisboa.

A informação foi dada hoje pela presidente da Cabo Verde TradeInvest, Ana Barber, de regresso de Portugal, onde participou no 12º Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre China e Países de Língua Portuguesa, que decorreu quinta e sexta-feira, em Lisboa, Portugal.

Em declarações, a responsável explicou que o documento foi rubricado com o intuito de reforçar as relações entre as duas instituições.

“O projecto também trará às empresas um desempenho excepcional na indústria da Internet e na área de computação em nuvem para Cabo Verde, para transformar o país em um polo tecnológico avançado da África Ocidental”, informou.

Segundo a presidente da Agência de Promoção ao Investimento e Exportação de Cabo Verde, a Bringbuys pretende configurar um centro de computação em nuvem, um centro de dados “offshore”, instituições de treinamento e incubadoras.

Relativamente à participação de Cabo Verde no encontro de empresários, Ana Barber considerou o evento “bastante positivo”, tendo afirmado, que representa oportunidade do arquipélago captar mais investidores estrangeiros.

Neste sentido, defendeu uma aposta na diversificação dos sectores e valorização das potencialidades económicas das ilhas para atrair mais investidores estrangeiros de negócios.

“Atrair investimentos estrangeiros é extremamente importante porque esses investimentos vão gerar mais postos de trabalho, dinamizar a economia e fazer crescer esse fluxo, e, quando temos mais postos de trabalho temos mais projectos implementados e o país dá um salto de crescimento”, afirmou.

Ana Barber apontou, a restruturação interna da Cabo Verde Tradeinvest, como um dos principais desafios a serem ultrapassados pela instituição, sublinhado ser “altamente importante” trabalhar na reformulação e formação dos recursos humanos e valorizar as potencialidades económicas das ilhas que, no seu entender, “são únicas”.

Entretanto, advogou um maior engajamento de todos no sentido dessas sinergias serem utilizadas para que o país ganhe novas dinâmicas, novas parcerias, “fundamental para o desenvolvimento económico” do país.

A Cabo Verde TradeInvest, chefiada pela sua presidente, esteve acompanhada de uma delegação de empresários com negócios estabelecidos no arquipélago.

O encontro de Lisboa faz parte das iniciativas que integram o Protocolo de Cooperação entre os Organismos de Promoção Comercial e Câmaras de Comércio, assinado em Outubro de 2003, por ocasião da criação do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, designado Fórum Macau.

Este ano, está o evento foi promovido pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), juntamente com o Conselho de Promoção de Comércio Internacional da China (CCPIT) e o Instituto de Promoção do Comércio e de Investimento de Macau (IPIM).

Em 2019, São Tomé e Príncipe será palco do 13º Encontro de Empresários para a Cooperação Econômica e Comercial entre China e Países de Língua Portuguesa.

Fonte: A Nação

Notícias

Cabo Verde e Holanda reforçam cooperação nas áreas do turismo, educação e segurança social

Porto Novo: Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2030 com um orçamento de 12 milhões de contos

São Domingos: Arqueólogos da Universidade de Cambridge fazem escavações em Alcatraz

Padre Constantina diz que reabilitação da igreja na Cidade Velha representa reconstrução da história do país

Santa Cruz: Programa Jov@Emprego realiza encontro com os setores privados de produção de “Banana e turismo rural”