São Nicolau: Estradas no município do Tarrafal vão ter sinalização adequada – vereador

Vereador dos Transportes da Câmara Municipal do Tarrafal de São Nicolau disse hoje que a autarquia vai construir passadeiras e implantar quebra-molas e sinalizar adequadamente as estradas do município.

Essa pretensão foi manifestada por Adildo Soares, em entrevista à Inforpress, por ocasião da Semana da Segurança Rodoviária e Dia Internacional da Rodoviária, que se celebra a 15 de Maio.

O responsável fez saber que a edilidade tem um projecto de sinalização adequada para as “novas ruas” que estão a ser construídas. No que tange a sinalização horizontal, estão a aguardar por tintas de pavimentação, encomendadas em São Vicente, para poder tornar as sinalizações mais visíveis.

Adildo Soares informou que na zona de Alto Telha, a câmara prevê colocar passadeiras, e sinais verticais de trânsito de “stop” e de “prioridade”, enquanto na avenida marginal “Cadório” serão construídos dois quebra-molas para evitar o excesso de velocidade.

Quanto à criação de parques automóveis, adiantou que está previsto, no âmbito da requalificação urbana, um pequeno parque de estacionamento em frente ao polivalente São Francisco de Assis, que aguarda por lançamento de concurso público.

O vereador dos Transportes lembrou que, por ora, a criação de mais parques no município não se justifica por não haver um grande fluxo de automóveis, e a sua construção adequa-se às necessidades locais.

Questionado sobre o que a edilidade tem feito para chamar atenção sobre a segurança rodoviária, Adildo Soares apontou o programa de “prevenção rodoviária” ministrado nas escolas, uma parceria com a Delegação Escolar e Policia Nacional, ora suspensa.

Recordou que, pontualmente, são colocados agentes nas escolas para garantir a segurança dos alunos nas saídas nas horas de ponta.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Cabo Verde precisa de um quadro regulatório mais forte de integração entre a biodiversidade e o turismo

Sal: Praia de Santa Maria poderá hastear Bandeira Azul dentro de três anos – Biosfera1

Praias de Cabo Verde com condições para Bandeira Azul após aplicação de medidas – ONG

Primeiros inspetores chefes da PJ de Cabo Verde com formação da congénere portuguesa

Quase 80% da flora endémica está em risco de extinção