Santo Antão recebe três centros de interpretação turística para retratar património e identidade cultural da ilha

Santo Antão recebe, até finais deste ano, três centros de interpretação turística, espaços destinados a retratar a identidade cultural e o património natural desta ilha, cuja criação é financiada no quadro do Fundo de Sustentabilidade do Turismo.

O primeiro centro, que está a ser construído no Porto Novo, num projecto estimado em quase três mil contos, deve começar a funcionar já a partir de Setembro, segundo a edilidade, que explica que a infra-estrutura terá como propósito a divulgação da oferta turística local e proporcionar o crescimento de toda a actividade económica ligada ao turismo.

Ao todo, Santo Antão vai contar, ainda em 2018, com três centros de interpretação turística, nos quais vai estar retratado todo o património natural desta ilha, que já está a ser reconhecido e será, posteriormente, ilustrado, pela ilustradora portuguesa Rita Cortez, que se encontra de visita à esta ilha.

Rita Cortez, vencedor da sexta edição do Prémio Internacional de Ilustração Científica, está em Santo Antão a trabalhar com equipa do projecto Raízes (Redes Locais para o Turismo Sustentável e Inclusivo) desta ilha no reconhecimento do património natural local.

O projecto Raízes, em execução há quase um ano, com o co-financiamento da União Europeia (UE), em 500 mil euros (cerca de 55 mil contos), visa a diversificação e qualificação da oferta turística com base, precisamente, na valorização do património natural e cultural desta ilha.

Fonte: InforPress

Notícias

Cabo Verde e Holanda reforçam cooperação nas áreas do turismo, educação e segurança social

Porto Novo: Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2030 com um orçamento de 12 milhões de contos

São Domingos: Arqueólogos da Universidade de Cambridge fazem escavações em Alcatraz

Padre Constantina diz que reabilitação da igreja na Cidade Velha representa reconstrução da história do país

Santa Cruz: Programa Jov@Emprego realiza encontro com os setores privados de produção de “Banana e turismo rural”