Santo Antão: Sodesa pode avançar depois da revisão do quadro legal sobre criação de sociedades de desenvolvimento

A proposta de criação da Sociedade de Desenvolvimento de Santo Antão (Sodesa) partiu da empresa PD Consult e do empresário santantonense José Pedro Oliveira que, até agora, estão à espera de decisão do Governo

O Governo está a rever o quadro legal que permite a criação de sociedades de desenvolvimento para poder avançar com a criação da Sodesa, projecto que os autarcas e empresários santantonenses considerem de “extrema importância” para Santo Antão.

A proposta de criação da Sociedade de Desenvolvimento de Santo Antão (Sodesa) partiu da empresa PD Consult e do empresário santantonense José Pedro Oliveira que, até agora, estão à espera de decisão do Governo sobre o apoio na concepção e implementação dessa sociedade, que deveria, em princípio, começar a funcionar a partir de Setembro.

“Efectivamente, nós, a empresa PD Consult e o empresário João Pedro Oliveira, apresentamos uma proposta ao Governo para apoiar na concepção e implementação da Sodesa. Estivemos até agora à espera de uma decisão, mas fui informado que o Governo está a rever, primeiro, o quadro legal que permite a criação de sociedades de desenvolvimento”, confirmou Paulino Dias, presidente da PD Consult, ouvido pela Inforpress.

Paulino Dias diz acreditar que a criação da Sodesa, pela sua importância para o desenvolvimento de Santo Antão, será concretizada logo assim que o executivo rever o quadro legal que permite a criação de sociedades de desenvolvimento.

“Segundo fui informado, o Governo está a rever, primeiro, o quadro legal que permite a criação de sociedades de desenvolvimento, mas que têm interesse em avançar com este modelo”, sublinhou este responsável.

A criação da Sodesa, que pode verificar-se ainda em 2017, foi discutida em Santo Antão no mês de Fevereiro, aquando da mesa redonda sobre turismo rural e de natureza, que teve lugar na cidade do Porto Novo.

Fonte: A Nação

Notícias

Santo Antão: Vinda de turistas islandeses à ilha confirma que turismo local está a conquistar novos mercados na Europa

Cabo Verde precisa de um quadro regulatório mais forte de integração entre a biodiversidade e o turismo

Sal: Praia de Santa Maria poderá hastear Bandeira Azul dentro de três anos – Biosfera1

Praias de Cabo Verde com condições para Bandeira Azul após aplicação de medidas – ONG

Primeiros inspetores chefes da PJ de Cabo Verde com formação da congénere portuguesa