Santo Antão: Raízes leva campanha de sensibilização aos liceus com o turismo no centro das atenções

O turismo acessível e inclusivo e a importância do turismo para o desenvolvimento de Santo Antão são alguns temas que têm sido abordados numa campanha de sensibilização, que decorre, nesta altura, em todas as escolas secundárias desta ilha.

A iniciativa é do projeto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo) e tem como propósito alertar aos alunos sobre questões ligadas ao turismo na ilha e da necessidade de “refletirem sobre o modelo de sociedade mais sustentável, capaz de exercer uma cidadania plena, apostando na preservação do meio ambiente”.

Empreendedorismo, turismo acessível e inclusivo, educação para a cidadania e importância do turismo para a ilha de Santo Antão são algumas das questões que estão a ser analisadas com as escolas secundárias nos três municípios de Santo Antão, no quadro dessa campanha de sensibilização, que visa ainda, segundo a direção do projeto Raízes, “incentivar a adoção de comportamentos mais amigos do ambiente”.

No quadro do projeto Raízes, que está a ser implementado em Santo Antão, desde Setembro 2017, estão, também, a decorrer nas diferentes comunidades da ilha workshops com as populações para a recolha de “subsídios” para a elaboração de um plano de ação para um turismo sustentável nesta ilha.

Além disso, tem havido formações a diversos níveis, com destaque para agentes de desenvolvimento em turismo e em qualidade turística.

Co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos, o projeto Raízes, promovido pela Associação para a Defesa do Património de Mértola (ADPM), visa promover o turismo sustentável como factor gerador de rendimento e melhoria das condições socio-económicas da ilha.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Dia Nacional da Cultura comemorado sob o lema “eu_génio: do legado à ficção”

Governo prevê funcionamento da Universidade Técnica do Atlântico em 2020/2021

Santiago Norte: Municípios juntam-se ao MCIC para homenagear a Morna no Dia Nacional da Cultura e Comunidades

São Nicolau: Projecto Caminhar inicia acção de capacitação em acompanhantes de “trekking”

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis