Santiago: Orçamento e plano de actividades para 2018 de Santa Catarina aprovados por unanimidade

O plano de actividades e o orçamento da Câmara Municipal de Santa Catarina (ilha de Santiago) para 2018, num montante de 1.247.000 contos, foram aprovados hoje, por unanimidade, em sessão ordinária da Assembleia Municipal.

Este que é o segundo orçamento do mandato (2016-2020) da equipa camarária liderada por José Alves Fernandes, em termos comparativos, registou um aumento de 2,5%, em relação ao de 2017.

A proposta teve o aval dos 11 eleitos do Movimento para a Democracia (MpD – partido que gere a câmara) e dos 10 deputados do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição).

“Hoje é um dia histórico para Santa Catarina, demos um grande exemplo ao país. Apesar de sermos partidos com posições diferentes, somos capazes de convergir para aquilo que é o interesse maior e que é o interesse de Santa Catarina”, afirmou o edil José Alves Fernandes.

O autarca, que falava aos jornalistas após a aprovação do orçamento, sustentou que o orçamento aprovado vai permitir a sua equipa materializar grandes projectos, dar continuidade a infra-estruturação e modernização do concelho e da cidade de Assomada.

Segundo José Alves Fernandes, o instrumento de gestão, em que 66% do montante são para investimentos e 34% para despesas, tem “rosto humano” e vai gerar empregos e atender as famílias neste ano de seca.

“Este orçamento é sinal de gestão criteriosa e racional da coisa pública”, sintetizou.

O líder da bancada do MpD, Euclides Furtado, justificou o voto a favor com o facto de ser um orçamento que vai no sentido de “fazer face ao mau ano agrícola, retira a taxa geral de tabela das tarifas e por dar ênfase ao pilar do desenvolvimento social, principalmente a área da educação”.

Por outro lado, argumentou que esse instrumento de gestão vai contemplar emprego e formação profissional aos jovens, habitações sociais, desporto, cultura e saúde, principalmente a retirada de cães vadios da cidade.

Euclides Furtado enalteceu o facto de a oposição ter votado a favor, o que segundo ele, mostra, que a “Assembleia Municipal esta unida”, fez saber que querem ver as obras elencadas no orçamento materializadas.

Já o líder do PAICV, Lamine Tavares, na sua declaração de voto disse que a sua bancada votou favorável, por entenderem que neste ano atípico todos são chamados a apresentar soluções, colaborar e contribuir para que Santa Catarina dê respostas “válidas, diferentes e adaptadas ao concelho”.

Outrossim, é o facto de o orçamento contemplar reabilitação do mercado novo, do polivalente de Assomada, a construção de campo relvado em Ribeira da Barca, permitir menos cães vadios na cidade, criação de espaços jovens, selagem da lixeira de Ribeira da Barca, espaços verdes, melhores condições para pescadores e emprego para as famílias.

A propósito do emprego, Lamine Tavares apelou que o mesmo arranque no início do ano, ajuntando que a sua bancada vai fiscalizar, para que a edilidade cumpra o compromisso firmado.

A sessão, que teve início segunda-feira, serviu, igualmente, para aprovar o orçamento rectificativo do ano 2017 (voto favoráveis MpD e abstenção PAICV), discussão e aprovação das propostas de alteração do quadro de pessoal, de rectificação de uso do plano director municipal, de parceria público/privada e de regulamento de apoio a projectos de iniciativas empresariais de interesse municipal.

Autorização para participação no Fundo de Alavancagem criado pelo Governo de Cabo Verde, e criação das Comissões Permanentes, ao abrigo do artigo 63 º, nº1 do Regimento, foram outros pontos apreciados.

Fonte: InforPress

Notícias

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

Governo: Cabo Verde assume presidência do Conselho de Ministros da CPLP com humildade e sentido de responsabilidade

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Caso de cancelamento de voos: Chega o primeiro Boeing, mas as ligações para rota das Américas podem não começar de imediato

Cimeira CPLP: Empresários querem que dinâmica do pilar económico comece a fazer-se sentir “de facto”

Pedro Morais: “Temos de transformar a História de São Nicolau em valor, em produto para vender”

Santo Antão: Raízes aposta na criação de “novas dinâmicas” para um turismo rural de qualidade na ilha

São Vicente: Carnaval do Mindelo “desembarca» na Nigéria a convite do Afreximbank

São Domingos: Autarquia aposta na requalificação urbana e promoção das ofertas turísticas

Cesária Évora homenageada no festival O Sol da Caparica

Obra de Dina Salústio entre os finalistas ao Prémio PEN de tradução

Porto Novo: Operadores turísticos avaliam os primeiros três meses do andamento do projecto Rotas das Aldeias Rurais

Instituto da Macaronésia propõe criar soluções para produção de água através do uso das energias renováveis

Plataforma IGRP Web é uma rede electrónica para a criação do emprego jovem – responsável

São Vicente: Carnaval de Verão com divulgação na Europa e no Brasil – organização

São Salvador do Mundo: Arrancam as obras do centro de transformação de produtos agrícolas

Santiago Norte: Projecto capacita jovens para área do turismo com foco na conservação da biodiversidade

Governo quer atrair investimentos da Diáspora com o Estatuto do Investidor Emigrante

Recomendação para ouvir: Mornas ao Piano - mais do que um disco … estórias sentidas e c(o)antadas

Regressa o Campus África, por uma ‘Macaronésia do conhecimento’

Operadores em Santo Antão querem atacar mercado africano

«Há interessados no mercado doméstico de transporte aéreo» - Olavo Correia

Governo sublinha papel da China na produção audiovisual em Cabo Verde

Bienal de Dança de Veneza entrega hoje Leão de Prata a Marlene Monteiro Freitas

OMS saúde progressos na melhoria das condições de vida da população em Cabo Verde

Três mil cabo-verdianos obtiveram nacionalidade Portuguesa em 2017

Sal: Festival Literatura-Mundo foi “fantástico” reunindo gente e escritores premiados de diferentes latitudes, dizem participantes

TradeInvest e Bringbuys assinam memorando para criação de polo tecnológico

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo