Requalificação da Baía das Gatas vai criar condições para atrair mais turistas e emigrantes – Augusto Neves

“O festival vai ganhar nos próximos anos porque estará melhor organizado e mais enriquecido”, precisou.

O Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves considerou que a requalificação da praia Baía das Gatas, prevista para iniciar brevemente, pode constituir uma “mais-valia” para o festival de música.
No culminar da 33ª edição do festival, Augusto Neves, em entrevista, sublinhou que serão investidos, em 2018, “só na reabilitação da praia da Baía das Gatas e todo o espaço balnear envolvente” cerca de 150 mil contos.

“Eu tenho fé que os próximos festivais serão excelentes porque vai haver todo um trabalho de requalificação da Baía das Gatas, num investimento enorme com o Governo”, assinalou o autarca, que lembrou que está a trabalhar com o Governo para o Orçamento do Estado de 2018 contemplar a verba para o asfaltamento da estrada cidade-Baía das Gatas.

Com isso, nos próximos anos, proclamou o presidente da câmara de São Vicente, estarão criadas “todas as condições” para atrair mais turistas e emigrantes e demonstrar que “este grande festival” é um cartaz de “grande envergadura” para a economia sanvicentina e cabo-verdiana.

“Em 2018 espero ter concluído as obras de requalificação da praia da Baía das Gata, e em relação ao asfaltamento da estrada cidade-baía, conto iniciar as obras ao longo do ano de 2018”, lançou Augusto Neves, que espera terminar o mandato com “tudo restaurado” e em “plenas condições” para a atracção turística.

O passo seguinte, confirmou, será uma “divulgação forte” do festival junto das agências turísticas mundiais, contando, para tal, ter resolvido “até o final do ano” aspectos pendentes relacionados com o Aeroporto Internacional Cesária Évora, integrado no pacote do Governo para “resolução de urgência”.

“O festival vai ganhar nos próximos anos porque estará melhor organizado e mais enriquecido”, precisou.

Fonte: A Nação

Notícias

Santo Antão: Vinda de turistas islandeses à ilha confirma que turismo local está a conquistar novos mercados na Europa

Cabo Verde precisa de um quadro regulatório mais forte de integração entre a biodiversidade e o turismo

Sal: Praia de Santa Maria poderá hastear Bandeira Azul dentro de três anos – Biosfera1

Praias de Cabo Verde com condições para Bandeira Azul após aplicação de medidas – ONG

Primeiros inspetores chefes da PJ de Cabo Verde com formação da congénere portuguesa