PR quer que “Saniculau na Praia” contribua para o processo do desenvolvimento da ilha de São Nicolau

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, defendeu hoje que o “Saniculau na Praia” deve contribuir para o desenvolvimento da ilha, tendo em conta que “infelizmente” é uma das ilhas que mais tem sofrido com as assimetrias regionais.

“São Nicolau na Praia” pretende ir muito além da celebração. Ele não tem apenas o propósito de celebrar, recordar, contemplar, mas também o de contribuir para o desenvolvimento da ilha de São Nicolau que, infelizmente, é uma das ilhas que mais tem sofrido com as grandes assimetrias regionais”, afirmou o chefe de Estado.

O mais alto magistrado da Nação defendeu esta posição, hoje, na Cidade da Praia, durante o acto de abertura do fórum “Mais Por São Nicolau”, no âmbito do evento denominado “Saniclau na Praia”, organizado por filhos de São Nicolau residentes da ilha de Santiago, que decorre até sábado, na capital do país.

Jorge Carlos Fonseca, que tomou a “ilha de Chiquinho” como uma das ilhas que mais tem sofrido com as “grandes assimetrias regionais”, lembrou que desde sempre defendeu que sejam adoptadas medidas de discriminação positiva que devem proporcionar as regiões menos desfavorecidas as condições necessárias para o aproveitamento das suas potencialidades.

No dizer do Presidente da República, assim como este movimento tem o propósito de contribuir para o desenvolvimento da ilha, deve ser “apoiado e acarinhado”, pois, sublinhou, tem a capacidade de reunir importantes competências de áreas diversas e com conhecimento da realidade da ilha, movidas unicamente pelo “amor à sua ilha”.

“São Nicolau é Cabo Verde e, como tal, a sua condição de periferia não se coaduna com a sua vocação e nem reflecte o contributo que a ilha tem dado para o bem de todos nós. Na verdade, bem antes do primeiro seminário que trouxe o Ensino Secundário ao país, São Nicolau evidenciava um potencial agrícola e haliêutico que lhe predestinava a um lugar cimeiro no panorama nacional”, destacou.

Apesar de ter lamentado o abandono da população, principalmente da camada jovem, enalteceu o facto de mesmo estarem longe têm reunido em espaços socioculturais par “viver e reviver” São Nicolau, tendo em conta que “viver sem São Nicolau é, de uma certa forma parar de respira”.

Jorge Carlos Fonseca aproveitou o fórum para falar sobre a regionalização e da descentralização, sublinhando que há balizas, regras, valores e princípios sacrossantos que devem ser salvaguardados qualquer que seja o caminho que “juntos viermos a escolher”.

De entre os princípios, destacou a “inalienável solidariedade” entre as ilhas, o potencial agrícola de Santiago, Santo Antão, do Fogo e de São Nicolau e do potencial turístico do Sal, da Boa Vista e do Maio.

Fez saber que as barragens construídas em Santiago e Santo Antão são soluções para Cabo Verde no quadro de uma estratégia de segurança alimentar para todos os cabo-verdianos e que o turismo é uma solução para Cabo Verde e não unicamente para os residentes nas ilhas de Sal e Boa Vista.

O chefe de Estado recebeu esta tarde a visita da delegação do Parlamento Pan Africano chefiada pelo seu presidente, Roger Nkodo Dang, que se encontra em Cabo Verde.

Fonte: InforPress

Notícias

Estrada de Chã de Pedras inaugurado no dia 25 de junho

Maritza Rosabal visita Sal e São Nicolau

Cabo Verde vai negociar com UE alargamento do acordo de parceria

FMI em Cabo Verde para avaliar políticas macroeconómicas

Ilha Brava: V Edição da Feira Agro-Pecuária começa hoje

Equipa de Coordenação de Reformas da Administração Pública já foi constituída

Governo vai aumentar o salário mínimo nacional para 15 mil escudos mensal até 2021

Cabo-verdiano reconduzido como Juíz do Tribunal Internacional dos Direitos do Mar

Governo e oposição concertam posições em matérias estruturantes para Cabo Verde

UE alarga prazo a Cabo Verde para exportar pescado no mercado europeu

Cabo Verde reavalia investimentos do BAD dado baixo nível de execução de projetos

Cabo Verde enfrenta ainda “grandes precariedades” na disponibilização de água - PR

90,1% da população já tem acesso à eletricidade em Cabo Verde, diz estudo

Advogados suspendem assistência judiciária oficiosa em Cabo Verde

Empresário chinês de Macau abre banco em Cabo Verde

Banco Central de Cabo Verde procede a corte de dois pontos na taxa diretora

Côte d’Ivoire interessada na experiência de Cabo Verde em matéria de governação eletrónica

Workshop nacional prepara novo quadro de cooperação entre o Governo de Cabo Verde e as Nações Unidas – UNDAF

Empresários cabo-verdianos procuram novas alternativas de negócios em missão à Holanda e Luxemburgo

Volume de negócios nos serviços regista variação homóloga de 5,8% no primeiro trimestre de 2017

Prémio Nacional de Qualidade distingue organizações que contribuem para competitividade do país

Binter Cabo Verde promete que vai garantir “ligação eficiente” entre as ilhas a partir de 1 de Agosto

Porto de águas profundas chumbado pelo Governo

São Vicente: Os artesãos e o CNAD realizam Feira de Artesanato em comemoração do Dia das Crianças