Navio da Greenpeace faz campanha em Cabo Verde pela pesca sustentável

O navio “Esperanza” da organização ambientalista Greenpeace encontra-se atracado, desde sexta-feira, no porto da Praia, ilha de Santiago, em Cabo Verde, no âmbito de uma campanha para promover a pesca sustentável na costa ocidental africana.
A embarcação, que está no arquipélago pela primeira vez, já foi visitada, logo no primeiro dia, por cerca de 500 alunos de três escolas da capital cabo-verdiana, bem como algumas pessoas e entidades ligadas ao setor das pescas.
Na segunda-feira, decorrerão a bordo encontros com entidades governamentais, organizações ligadas à pesca e à gestão dos portos cabo-verdianos, pescadores e peixeiras, com o objetivo de sensibilizar e comprometer os "responsáveis, as populações para a responsabilidade que todos temos de salvar os oceanos para o futuro".
Em declarações à imprensa, o gestor da campanha "Oceanos" da Greenpeace Africa, Ibrahima Cisse,  alertou para a dimensão da sobrepesca e da pesca ilegal na zona da África Ocidental.
Neste sentido, ele defendeu uma abordagem regional que envolva seis países da região (Cabo Verde, Mauritânia, Guiné-Bissau, Guine-Conakry, Serra Leoa e Senegal), locais por onde o barco irá passar durante as 11 semanas previstas para a missão.
"Estamos aqui para reforçar uma abordagem regional e para ajudar os países a trabalharem em conjunto, porque alguns têm zonas económicas exclusivas enormes e não têm capacidade para as vigiar. Se pusermos estes países a trabalharem juntos, podemos melhorar a gestão das pescas, tendo em mente que a forma como se pesca, as mudanças climáticas e a poluição terão um impacto direto nas populações", disse.
Segundo ele, a pesca em excesso e a pesca ilegal nas águas oeste-africanas constitui uma ameaça à segurança alimentar, às reservas de peixe e à saúde dos oceanos, enquanto a colaboração entre Estados "deve ser reforçada imperativamente".
Ibrahima Cisse recordou que, nos últimos 15 anos, a Greenpeace tem vindo a documentar e a denunciar as atividades das frotas de navios estrangeiros na sub-região, nomeadamente chineses, russos e europeus.
Estas atividades, disse, “comprometem a segurança alimentar e os meios de sobrevivência das comunidades costeiras que dependem em larga medida da pesca artesanal, que tem também vindo a crescer à grande velocidade sem planeamento e regulação”.

Fonte: Panapress

Notícias

Candidaturas para 3ª edição do Prémio Literário UCCLA decorrem até 31 de Janeiro

Praia: Ordem do Médicos realiza o seu terceiro Congresso Internacional e o oitavo Congresso Médico Nacional

Leão de Prata de Veneza para cabo-verdiana Marlene Freitas

UE financia projeto de turismo solidário e sustentado na ilha cabo-verdiana do Maio

Santo Antão: Em carteira investimentos de nove mil contos recuperação dos percursos turísticos no Porto Novo

Estudo aponta Cabo Verde como um dos três países de África livre de conflitos armados

Jornalistas cabo-verdianos abraçam causa da violência sexual contra crianças e adolescentes

Tarrafal: Governo vai investir nas potencialidades do concelho para “abrir as portas” ao seu desenvolvimento

Santo Antão: Operadores voltam a mostrar preocupação quanto à implementação da Rota das Aldeias Rurais

Sara Alhinho e Clément Burelle apresentam “Mosaico de Sentimentos” na Praia

Reguladora da aviação quer implementar stopover em Cabo Verde

FAO desembolsa $ 16,3 milhões para projetos de desenvolvimento em Cabo Verde

O desenvolvimento das Maurícias como exemplo para Cabo Verde

FAO assina com Governo Quadro de Programação do País 2018-2022 no valor de 16.3 milhões de dólares

Ilha do Maio: Investidores chineses interessados no mercado turístico na ilha

Delegação empresarial chinesa visita São Vicente com Zona Económica Especial na mira

Governo quer que todos sejam parte das soluções para o país

Governo assina acordo de colaboração com instituições religiosas de solidariedade social

Ministério das Finanças promove 1˚ Encontro com a Juventude sobre a Economia Digital

Governo vai assinar convenção de estabelecimento com TRG Praia para construção de hotel Hilton na capital

Pequenos empreendimentos turísticos vão receber apoio e assistência técnica para obterem o selo de qualidade – IGQPI

Cabo Verde lidera lista de lugares que CNN recomenda visitar em 2018

PIB de Cabo Verde aumenta 4,9% no terceiro trimestre de 2017

Ilha do Sal: Taxa ocupação hotéis aproxima-se dos 100%

Porto Novo: Produtores do queijo tradicional apostam na afirmação internacional do produto galardoado com “Slow Cheese Award”

Padre António Vieira esteve no arquipélago por ocasião do Natal de 1652, revelam as “Cartas de Cabo Verde

Ministério da Cultura e Câmara de Santa Cruz assinam protocolo para promoção do património nacional

Ilha do Fogo: Estudo sobre viabilidade técnica para iluminação do aeródromo de São Filipe será realizado em 2018 – PCA ASA

Cabo Verde foi o destino mais pesquisado no google no Reino Unido em 2017

Número dois do governo compromete-se a estar próximo das empresas

Governo remodelado: Fim do executivo pequeno com a entrada de mais oito elementos e manutenção dos atuais membros