Ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima animado com a dinâmica do Sal

O ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima terminou ontem, dia 6, uma visita de dois dias à ilha do Sal, tendo-se manifestado “animado” com a “dinâmica da ilha”, mormente com a operacionalização do hub aéreo.

José Gonçalves, que se deslocou ao Sal em visita de trabalho visando, junto dos parceiros e operadores, identificar “prioridades de intervenção” e programas a serem executados nestes sectores, apontou que em infra-estruturas, energia e água, entre outros “sectores importantes”, a ilha do Sal está a acompanhar a “rápida dinâmica” do segmento turismo.

“As infra-estruturas são fundamentais para essa dinâmica do turismo. E, por aquilo que pude constatar, a ilha do Sal está num bom caminho. Já identificamos as prioridades, o turismo está a crescer aqui em mais de 20% (…)”, alegou, manifestando, entretanto, preocupação relativamente à questão habitacional, infra-estruturas sociais, escolas, requalificação urbana, para acompanhar essa dinâmica “muito forte” do desenvolvimento turístico na ilha.

No domínio do hub aéreo, cuja primeira fase começou agora em Fevereiro, o governante explicou que as condições vão sendo criadas, faltando, “naturalmente”, equipamentos de forma a aumentar a capacidade do fluxo de passageiros.

“Neste momento o hub aéreo é ponta a ponta: Fortaleza/Sal/Recife/Sal. Já chegou um terceiro aparelho, estamos com três Boeing a operar. A nossa previsão é que dentro de dois anos estaremos numa fase matura de operacionalização do hub aéreo”, prognosticou.

“O importante é que todos estejamos sintonizados para permitir agilização do fluxo de passageiros, acompanhar essa dinâmica. Há que ter condições favoráveis para ter um hub”, acautelou, almejando uma frota de 10 a 11 Boeing, nos próximos tempos, para fazer face ao “crescente mercado”.

Durante esta visita de dois dias à ilha do Sal, José Gonçalves reuniu-se com as estruturas dos ministérios sob a sua tutela, parceiros e operadores locais.

O ministro encontrou-se ainda com o presidente da câmara municipal, Júlio Lopes, com o presidente da Câmara do Turismo, Gualberto do Rosário, entre outras entidades, tendo concluído a sua agenda de trabalho com uma visita ao Porto da Palmeira, à Delegação da Agência Marítima e à Ponta Sinó, reserva natural, no extremo sul da ilha do Sal.

Fonte: Sapo Notícias

Notícias

Maio: Queijaria de Ribeira Don João almeja conquistar novos mercados este ano com o aumento da produção

Santo Antão: Grupo de investidores britânicos interessado na transformação do Centro pós-colheita em Centro agroindustrial

Só é património aquilo que temos hoje. Património é Presente

Câmara de Turismo de Cabo Verde vai ser transformada em Federação das Associações de Turismo

“MEETUP TREKKING” São Nicolau: Descobrir a cultura e as vivências locais, caminhando