Ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima animado com a dinâmica do Sal

O ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima terminou ontem, dia 6, uma visita de dois dias à ilha do Sal, tendo-se manifestado “animado” com a “dinâmica da ilha”, mormente com a operacionalização do hub aéreo.

José Gonçalves, que se deslocou ao Sal em visita de trabalho visando, junto dos parceiros e operadores, identificar “prioridades de intervenção” e programas a serem executados nestes sectores, apontou que em infra-estruturas, energia e água, entre outros “sectores importantes”, a ilha do Sal está a acompanhar a “rápida dinâmica” do segmento turismo.

“As infra-estruturas são fundamentais para essa dinâmica do turismo. E, por aquilo que pude constatar, a ilha do Sal está num bom caminho. Já identificamos as prioridades, o turismo está a crescer aqui em mais de 20% (…)”, alegou, manifestando, entretanto, preocupação relativamente à questão habitacional, infra-estruturas sociais, escolas, requalificação urbana, para acompanhar essa dinâmica “muito forte” do desenvolvimento turístico na ilha.

No domínio do hub aéreo, cuja primeira fase começou agora em Fevereiro, o governante explicou que as condições vão sendo criadas, faltando, “naturalmente”, equipamentos de forma a aumentar a capacidade do fluxo de passageiros.

“Neste momento o hub aéreo é ponta a ponta: Fortaleza/Sal/Recife/Sal. Já chegou um terceiro aparelho, estamos com três Boeing a operar. A nossa previsão é que dentro de dois anos estaremos numa fase matura de operacionalização do hub aéreo”, prognosticou.

“O importante é que todos estejamos sintonizados para permitir agilização do fluxo de passageiros, acompanhar essa dinâmica. Há que ter condições favoráveis para ter um hub”, acautelou, almejando uma frota de 10 a 11 Boeing, nos próximos tempos, para fazer face ao “crescente mercado”.

Durante esta visita de dois dias à ilha do Sal, José Gonçalves reuniu-se com as estruturas dos ministérios sob a sua tutela, parceiros e operadores locais.

O ministro encontrou-se ainda com o presidente da câmara municipal, Júlio Lopes, com o presidente da Câmara do Turismo, Gualberto do Rosário, entre outras entidades, tendo concluído a sua agenda de trabalho com uma visita ao Porto da Palmeira, à Delegação da Agência Marítima e à Ponta Sinó, reserva natural, no extremo sul da ilha do Sal.

Fonte: Sapo Notícias

Notícias

Respostas rápidas: Quem deve pagar a Taxa de Segurança Aeroportuária?

São Vicente: Kiki Lima expõe “Real aparência” quando está prestes a completar 50 anos de pintura

Número de hóspedes aumentou 9,5% no segundo trimestre de 2018 face ao período homólogo – INE

Frescomar anuncia novos investimentos em São Vicente e no Sal de mais de seis milhões de euros

Direitos: Cabo Verde destaca em conferência no Canadá apoio do governo e instituições aos movimentos LGBTI

Santo Antão recebe três centros de interpretação turística para retratar património e identidade cultural da ilha

Raiz di Polon na 10ª edição do Festival de Teatro Lusófono

MCIC visita oficina de verão na Cesária Évora Academia de Artes

Filme cabo-verdiano “Firmeza” seleccionado para o Sacramento Underground Film & Arts Festival dos EUA

Filme “Os dois irmãos” selecionado para a competição oficial no 42º Festival de Cinema de Montreal/Canadá

Ilha do Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” define estratégias e cria comités municipais para implementação do modelo agro-turismo

Nosi e Cabo Verde TradeInvest na China para dar avanço ao projecto de Computação em Nuvem da África Ocidental

Reconhecimento internacional do vinho do Fogo é exemplo para produtores de grogue de Santo Antão

“Se Cabo Verde não é capaz de organizar um discurso histórico, alguém será capaz”

Cabo Verde conquista duas medalhas de ouro no concurso Mundial de Vinhos Extremos em Itália

Editorial: Estado da Nação em “gestão corrente”

Quem comprar a TACV assume a gestão por, pelo menos, 5 anos

Primeiro-ministro anuncia proposta da Icelandair para comprar TACV

Exportações aumentam 14% no 2º trimestre deste ano

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo