Ministro das Finanças diz que Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável é o “sonho” rumo ao crescimento em 7%

O Ministro das Finanças entregou hoje ao presidente da Assembleia Nacional, a proposta do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2017/2021 (PEDS), que considerou ser um “sonho” do país em vista a impulsionar o crescimento de 7 (%).

Olavo Correia fez essas considerações em declarações à imprensa à saída do encontro, após ter entregue oficialmente o documento nas mãos do presidente da Assembleia Nacional, tendo na ocasião considerado que o almejado crescimento 7% depende da postura dos cabo-verdianos perante o PEDS 2017/2021.

“É só uma questão de postura, pois, se esperamos que venha acontecer, isso não acontecerá. Temos de trabalhar para fazer o acontecer. São pessoas, as empresas e as instituições que fazem o crescimento da economia cabo-verdiana”, disse, sublinhando, por outro lado, que a ambição do Governo de Cabo Verde é “muito alta”.

Olavo Correia, disse ainda “preferir ser mediano” dos melhores do que o melhor dos piores, pois, sustentou, quando a meta é elevadíssima e ambiciosa “os nossos fracassos é o melhor sucesso de todos os outros”.

Conforme o ministro das Finanças, se todos trabalharem para uma estratégia e meta, Cabo Verde terá todas as condições para crescer no turismo, nos transportes marítimos, no sector financeiro, na tecnologia, no comércio e na indústria.

Sustentou ainda, que o Governo tem a função de liderar, enquanto as pessoas, as empresas e as instituições fazem o desenvolvimento do país.

“Um país desenvolvido não acontece por magia, para isso, temos de agir e criar plataformas nos mais diversos domínios e sustentável do ponto de vista económico, social, ambiental, inclusivo, mas também democrático”, salientou.

Neste particular, Olavo Correia, lembrou que um país plataforma, é um Estado que aposta sobretudo, no sector privado, visando a plataforma no sector do turismo, industrial e comercial, tecnologia de inovação, sector financeiro, transportes aéreos e marítimos e, particularmente, num clima de negócios propício a atração de investimos privados nacionais e estrangeiros.

Para isso, segundo o governante, o arquipélago terá de criar um sistema de educação de excelência, uma governação eficiente seja no plano central ou municipal, assim como empresas bem geridas que criam valores, importam e conseguem realizar a visão do país rumo ao desenvolvimento.

Questionado, se caso o Governo não conseguir os 400 mil contos necessários para a implementação do plano, não criava dificuldades, Olavo Correia, disse que a missão do Estado é criar o ambiente de negócios e mobilizar recursos para que os privados possam liderar na criação de plataformas.

Ao receber o Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2017-2021 (PEDS), o presidente da Assembleia Nacional manifestou a sua satisfação por ter em mãos um documento “importante” para o desenvolvimento do país.

“Queremos conversar com os sujeitos parlamentares e agenda-lo para a sessão parlamentar. É uma reflexão necessária para, não só sonharmos o futuro, mas também, o presente e projectar a felicidade dos cabo-verdianos”, enfatizou.

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) é um aglomerado de programas sectoriais e de políticas macroeconómicas, estruturais e sociais do país para os próximos cinco anos, que tem como objectivo central, promover o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde.

As metas traçadas e que estão ancoradas no Programa do Governo, vão desde o crescimento económico de 7%; a redução da taxa de desemprego de 15 para 9%; o aumento do PIB per capita em paridade de poder de compra de 6744 dólares para 8864 dólares em 2021; o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); a redução o coeficiente de gini com vista à diminuição das desigualdades nas nossas ilhas e redução da pobreza de 35 para 28,2%, entre outros.

Fonte: InforPress

Notícias

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

Governo: Cabo Verde assume presidência do Conselho de Ministros da CPLP com humildade e sentido de responsabilidade

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Caso de cancelamento de voos: Chega o primeiro Boeing, mas as ligações para rota das Américas podem não começar de imediato

Cimeira CPLP: Empresários querem que dinâmica do pilar económico comece a fazer-se sentir “de facto”

Pedro Morais: “Temos de transformar a História de São Nicolau em valor, em produto para vender”

Santo Antão: Raízes aposta na criação de “novas dinâmicas” para um turismo rural de qualidade na ilha

São Vicente: Carnaval do Mindelo “desembarca» na Nigéria a convite do Afreximbank

São Domingos: Autarquia aposta na requalificação urbana e promoção das ofertas turísticas

Cesária Évora homenageada no festival O Sol da Caparica

Obra de Dina Salústio entre os finalistas ao Prémio PEN de tradução

Porto Novo: Operadores turísticos avaliam os primeiros três meses do andamento do projecto Rotas das Aldeias Rurais

Instituto da Macaronésia propõe criar soluções para produção de água através do uso das energias renováveis

Plataforma IGRP Web é uma rede electrónica para a criação do emprego jovem – responsável

São Vicente: Carnaval de Verão com divulgação na Europa e no Brasil – organização

São Salvador do Mundo: Arrancam as obras do centro de transformação de produtos agrícolas

Santiago Norte: Projecto capacita jovens para área do turismo com foco na conservação da biodiversidade

Governo quer atrair investimentos da Diáspora com o Estatuto do Investidor Emigrante

Recomendação para ouvir: Mornas ao Piano - mais do que um disco … estórias sentidas e c(o)antadas

Regressa o Campus África, por uma ‘Macaronésia do conhecimento’

Operadores em Santo Antão querem atacar mercado africano

«Há interessados no mercado doméstico de transporte aéreo» - Olavo Correia

Governo sublinha papel da China na produção audiovisual em Cabo Verde

Bienal de Dança de Veneza entrega hoje Leão de Prata a Marlene Monteiro Freitas

OMS saúde progressos na melhoria das condições de vida da população em Cabo Verde

Três mil cabo-verdianos obtiveram nacionalidade Portuguesa em 2017

Sal: Festival Literatura-Mundo foi “fantástico” reunindo gente e escritores premiados de diferentes latitudes, dizem participantes

TradeInvest e Bringbuys assinam memorando para criação de polo tecnológico

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo