Fogo: Cerca de 110 mil contos dispensados aos municípios para o Turismo até 2021

O município de São Filipe vai receber a fatia maior, pouco mais de 40 mil contos, seguido de Santa Catarina do Fogo, com cerca de 36 mil contos e Mosteiros, com aproximadamente 32 mil contos

Os municípios do Fogo vão receber entre 2017-21 perto de 110 mil contos, no quadro do Fundo de Sustentabilidade Social para o Turismo para investimentos no sector, estando previsto para 2017 o montante de mais de mil e 500 contos.

O município de São Filipe vai receber a fatia maior, pouco mais de 40 mil contos, seguido de Santa Catarina do Fogo, com cerca de 36 mil contos e Mosteiros, com aproximadamente 32 mil contos para investimento em projectos municipais. Dados que constam da resolução do Conselho de Ministros número 107/2017 de 25 de Setembro,

De acordo com o documento, metade (50%) das receitas destinam-se a projectos de investimentos municipais nas áreas de regeneração, requalificação e reabilitação urbana e ambiental de cidades, vilas e localidades para as tornar atractivas do ponto de vista urbanístico, ambiental, social e cultural e dinamizar a economia local.

Quarenta e cinco por cento (%) destinam-se a financiamento de projectos de investimentos nas áreas de energia, acessibilidades, transportes inter-ilhas, saúde, segurança, reabilitação e melhoria de infra-estruturas turísticas nos municípios com limitada arrecadação de receitas turísticas.

As verbas destinam-se igualmente às áreas de requalificação ou restauro do património cultural, criação de museus e galerias de artes, eventos culturais e desportivas, capacitação e qualificação dos recursos humanos para os sectores da educação, do turismo e elaboração de planos de ordenamento de zonas turísticas.

Os outros cinco por cento para o desenvolvimento de marca Cabo Verde e à promoção internacional da imagem turística do país, sendo que estas duas partes ficam a cargo do Governo.

Fonte: A Nação

Notícias

Mindelo: Atelier de lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais “stakeholders” da Economia Marítima

São Vicente: Trinta formandos recebem certificados na área de guia de turismo comunitário

Santa Catarina: Assembleia Municipal com Ribeira da Barca na agenda

Santo Antão: Criação do Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias traz à ilha catedráticos de Portugal

Artistas da CPLP pedem "passaporte artístico"

Cabo Verde quer afirmar-se como plataforma tecnológica de referência em África

Novo presidente da AAVT quer transformar agências de viagens

Escavações arqueológicas na Igreja de São Tiago Maior concluídas

Empresários nacionais desafiam Portugal a deslocalizar empresas para Cabo Verde

AJEC propõe plataforma de informações sobre oportunidades de investimentos

Literatura: VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa acontece de 19 a 21 de Abril na UNICV

Criada equipa que vai coordenar Zona Económica Especial

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

Empresa alemã introduz energia das ondas do mar em Cabo Verde

Santo Antão: Representante da OMS exorta Cabo Verde a preparar-se para enfrentar emergências sanitárias

Santo Antão: Fábrica de sabonetes abre portas no Porto Novo e já cogita exportar para os EUA

Praia: Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade vai ser património nacional – ministro

Ilha do Fogo: Técnicos de Monumentos e Sítios do IPC na região Fogo e Brava para inventariar património cultural imóvel

Emprofac prevê um crescimento de 7% em 2018

Regionalização: Olavo Correia reposiciona-se

Ampliar o mercado africano para os países africanos

PM espera consensos necessários entre os deputados para se avançar com a Regionalização

Directora regional da OMT recomenda diversificação dos modelos de oferta turística em Cabo Verde

Dia Mundial do Teatro: Mindelact distingue jornalista Fonseca Soares com Prémio de Mérito Teatral

Capacidade de alojamento em Cabo Verde aumentou em 18% em 2017 – INE

Uma janela de oportunidade com o tempo contado

Cabo Verde entrega candidatura da morna a património mundial na UNESCO a 26 de Março

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo