Ex-primeiro-ministro cabo-verdiano lança Fundação para Governança

Uma Fundação José Maria Neves para a Governança (FJMNG) foi lançada este sábado, 8 de abril, na cidade da Praia.

A fundação foi lançada pelo ex-primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves (2001-2016), com o objetivo de contribuir para a consolidação do Estado de Direito Democrático e para o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde e de África, com incidência particular nos pequenos Estados insulares.

Através de uma nota de imprensa, José Maria Neves recordou que, desde a sua juventude, participou ativamente na vida política nacional, tendo sido dirigente associativo, líder partidário, deputado, presidente de câmara e primeiro-ministro, tendo acumulado experiências que quer continuar a colocar à disposição do seu país.

“Granjeei experiência assinalável nos processos de governança e de desenvolvimento, participei em inúmeros encontros internacionais e pude contactar líderes do mundo inteiro, onde essas questões foram amplamente debatidas”, salientou o homem que deixou o poder, depois de ter levado o seu Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) a três vitórias consecutivas, com maioria absoluta, em 2001, 2005 e 2011.

Realçou também ter acumulado muita documentação, apontamentos e reflexões, sobretudo nos 15 anos em que foi primeiro-ministro e que gostaria de colocar todo este espólio ao serviço das pessoas, retribuindo, deste modo, a enorme confiança que nele foi depositada.

Num primeiro tempo, a FJMNG vai debruçar-se sobre a investigação científica aplicada nos domínios da governabilidade, da governação, da gestão e do desenvolvimento sustentável.

A instituição vai dedicar-se também à organização de colóquios, conferências, seminários, ou outras atividades congéneres relevantes para a reflexão e divulgação de temas respeitantes particularmente à reforma do Estado e da administração pública, à governabilidade e governação, modernização da gestão empresarial, conceção e execução de políticas públicas e gestão do desenvolvimento.

A proteção do ambiente será outra área a merecer a atenção da fundação que tem como patrono o ex-primeiro-ministro cabo-verdiano, nascido na cidade de Assomada, concelho de Santa Catarina, no interior da ilha de Santigo, a 28 de março de 1960.

José Maria Neves foi eleito em 2000 presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina e nesse mesmo ano ganhou a liderança do PAICV, partido à frente do qual venceu, no ano seguinte, as eleições legislativas de 15 de janeiro de 2001, tornando-se assim no mais jovem político africano a exercer funções de chefe do Governo.

Fonte: Panapress

Notícias

Deputados aprovam alteração da lei da cooperação descentralizada

Cabo Verde vai assumir a presidência da Conferência dos Ministros das Pescas da sub-região africana em agosto

Cabo Verde participa na Assembleia do BAD na Índia para debater a importância do setor agrícola em África

CCISS prepara para diálogo com o Governo sobre a reforma da política industrial em Cabo Verde

Portugal inaugura Sal Beach Soccer na sexta-feira. Cabo Verde defronta Inglaterra

Paralímpico cabo-verdiano conquista segunda medalha de ouro em campeonato mundial

Paraolímpico cabo-verdiano conquista medalha de ouro no Campeonato do Mundo

Navio-escola Sagres atraca pela 30.ª vez no porto do Mindelo

Governo está determinado em reerguer a TACV

Miss Africa USA Nereida Lobo está em Cabo Verde para promover plataforma sobre educação

Apoio orçamental do Banco Mundial a Cabo Verde depende da restruturação da TACV

Cabo Verde valoriza sistema nacional de estatísticas, diz governante

Cabo Verde aposta na Parceria Especial com UE para criar 45.000 postos de trabalho

Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a campanha “Somos pelo Ambiente”

Bispo do Mindelo representa Igreja Católica de Cabo Verde em Fátima

Eslovénia desembolsa 2,4 milhões de euros para reforçar telemedicina em Cabo Verde

Cabo Verde nomeia novo embaixador em Angola

Primeiro-ministro reafirma no Fogo crescimento económico de 7%

PR quer que “Saniculau na Praia” contribua para o processo do desenvolvimento da ilha de São Nicolau

Provedoria de Justiça de Portugal quer levar a sua experiência de 40 anos a Cabo Verde

Liberdade de imprensa: MpD satisfeito com subida de Cabo Verde no ranking

Banco Mundial duplica financiamento para Cabo Verde, diz governo

Capital cabo-verdiana ganha empreendimento turístico de 50 milhões de euros