Comércio Externo : Exportações e reexportações diminuiram e importações aumentaram em 2016 no país

Os dados provisórios do comércio externo apurados pelo Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde (INECV) revelam que, no ano transacto, houve uma diminuição de (-10,2%) e (-18,4%) nas exportações e reexportações, respectivamente, mas as importações aumentaram (10,5%), em relação ao ano 2015. O deficit da balança comercial aumentou (13,1%) e a taxa de cobertura deteriorou (-18,8%), face ao ano anterior. Como consequência, regista-se um claro agravamento na nossa balança de pagamento.

Segundo os dados mais recentes divulgados pelo INECV, em 2016 as trocas comerciais com a Europa caracterizaram-se pelo decréscimo das exportações (-2,3%) e acréscimo das importações (15,2%). No tocante às importações, Portugal, Espanha e Países Baixos foram os principais países de proveniência de mercadorias da citada zona.

Entre os países da Europa, a Espanha lidera no ranking dos principais clientes de Cabo Verde, representando cerca de 72,4% do total das exportações em 2016. As exportações cabo-verdianas para esse país tiveram uma evolução negativa de -5,7%, comparativamente ao ano 2015. Portugal, mesmo tendo uma evolução positiva de 21,9% em relação ao ano 2015, aparece em segundo lugar na estrutura das exportações de Cabo Verde com 19,2%.

O montante das exportações de Cabo Verde diminuiu para todos os destinos, enquanto que as importações de Cabo Verde, em 2016, aumentaram 10,5% face ao ano anterior, sendo o continente Europeu, o principal fornecedor de Cabo Verde, com 79% do montante total das importações, contra 75,8% do ano anterior.

Já as importações da África para Cabo Verde aumentaram cerca de 61,4%, no período em análise e no concernente aos restantes continentes (América e Ásia) evoluíram negativamente em -15,5%) e -13,2%, respectivamente.

De ressaltar que Portugal continua sendo o maior fornecedor de Cabo Verde, com 46,5% do total das importações cabo-verdianas. A Espanha ocupa o segundo lugar na estrutura das importações de Cabo Verde com 11,3% (4,0 p.p) a mais que no ano anterior. Dos demais países como Países Baixos, Estados Unidos e China também viram o montante das suas importações para Cabo Verde a diminuir, comparativamente ao ano anterior.

Em relação aos saldos comerciais, os dados da INECV revelam que foram positivas para as zonas económicas da Europa e da África, com 18% e 98%,respectivamente, e negativa para a América (-12,0%) e Ásia (-12%), isto quando comparados com os resultados do ano de 2015.

Fonte: Panapress

Notícias

Deputados aprovam alteração da lei da cooperação descentralizada

Cabo Verde vai assumir a presidência da Conferência dos Ministros das Pescas da sub-região africana em agosto

Cabo Verde participa na Assembleia do BAD na Índia para debater a importância do setor agrícola em África

CCISS prepara para diálogo com o Governo sobre a reforma da política industrial em Cabo Verde

Portugal inaugura Sal Beach Soccer na sexta-feira. Cabo Verde defronta Inglaterra

Paralímpico cabo-verdiano conquista segunda medalha de ouro em campeonato mundial

Paraolímpico cabo-verdiano conquista medalha de ouro no Campeonato do Mundo

Navio-escola Sagres atraca pela 30.ª vez no porto do Mindelo

Governo está determinado em reerguer a TACV

Miss Africa USA Nereida Lobo está em Cabo Verde para promover plataforma sobre educação

Apoio orçamental do Banco Mundial a Cabo Verde depende da restruturação da TACV

Cabo Verde valoriza sistema nacional de estatísticas, diz governante

Cabo Verde aposta na Parceria Especial com UE para criar 45.000 postos de trabalho

Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a campanha “Somos pelo Ambiente”

Bispo do Mindelo representa Igreja Católica de Cabo Verde em Fátima

Eslovénia desembolsa 2,4 milhões de euros para reforçar telemedicina em Cabo Verde

Cabo Verde nomeia novo embaixador em Angola

Primeiro-ministro reafirma no Fogo crescimento económico de 7%

PR quer que “Saniculau na Praia” contribua para o processo do desenvolvimento da ilha de São Nicolau

Provedoria de Justiça de Portugal quer levar a sua experiência de 40 anos a Cabo Verde

Liberdade de imprensa: MpD satisfeito com subida de Cabo Verde no ranking

Banco Mundial duplica financiamento para Cabo Verde, diz governo

Capital cabo-verdiana ganha empreendimento turístico de 50 milhões de euros