Chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da CEDEAO: Presidente Jorge Carlos Fonseca repudia a forma como a questão foi tratada

O Presidente da República Jorge Carlos Fonseca contestou o chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da Comissão da CEDEAO, durante a sessão de de hoje, 16, da cimeira de Chefes de Estados da organização, que decorre, em Abuja, Nigéria. Fonseca repudiou sobretudo a forma como a questão foi tratada, favorecendo a candidatura de Costa de Marfim em detrimento à da cidade da Praia por causa da quota em atraso

O desgravo do PR de Cabo Verde foi de tal ordem, a ponto de exigir que os protestos ficam registados na acta da reunião. «O Chefe de Estado Cabo-verdiano mostrou finalmente todo o seu repúdio pela forma como esta questão foi tratada e considerou inaceitável o não cumprimento de regras estabelecidas. Solicitou que tal posição fizesse parte da Acta final da Cimeira», diz em nota a Presidência da República de Cabo Verde.

Segundo a mesma fonte, antes da aprovação da ordem do dia dos trabalhos desta 52ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, os Chefes de Estado reuniram-se numa Sessão à porta fechada onde debateram durante cerca de três horas uma única questão: Presidência rotativa da Comissão da CEDEAO. Revela que, durante o debate, esteve em discussão a apresentação de quatro candidaturas pelos seguintes países: Cabo Verde, Cote d'Ivoire, Gambia e Benin.

«O Presidente da Republica de Cabo Verde – desde o início do debate e durante todas as suas intervenções (cerca de seis) – defendeu sempre a posição de Cabo Verde e esteve convicto de que esta seria a vez de Cabo Verde assumir o posto de Presidente da Comissão da CEDEAO. Apesar de todos os obstáculos encontrados pelo caminho, quer por países ’concorrentes’, quer por outros países que não apoiaram a causa de Cabo Verde, durante as suas intervenções, Jorge Carlos Fonseca defendeu o princípio da rotatividade por entender que a razão e o direito estão do lado de Cabo Verde uma vez que o critério principal para se aceder aos órgãos da CEDEAO é permitir que todos os Estados Membros tenham oportunidades iguais de estar à frente de uma organização que é de todos», sublinhou o documento, realçando que Jorge Carlos Fonseca defendeu ainda que numa organização todos são iguais – não há grandes nem pequenos e não há ricos nem pobres.

Fonte: A Semana

Notícias

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

Governo: Cabo Verde assume presidência do Conselho de Ministros da CPLP com humildade e sentido de responsabilidade

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Caso de cancelamento de voos: Chega o primeiro Boeing, mas as ligações para rota das Américas podem não começar de imediato

Cimeira CPLP: Empresários querem que dinâmica do pilar económico comece a fazer-se sentir “de facto”

Pedro Morais: “Temos de transformar a História de São Nicolau em valor, em produto para vender”

Santo Antão: Raízes aposta na criação de “novas dinâmicas” para um turismo rural de qualidade na ilha

São Vicente: Carnaval do Mindelo “desembarca» na Nigéria a convite do Afreximbank

São Domingos: Autarquia aposta na requalificação urbana e promoção das ofertas turísticas

Cesária Évora homenageada no festival O Sol da Caparica

Obra de Dina Salústio entre os finalistas ao Prémio PEN de tradução

Porto Novo: Operadores turísticos avaliam os primeiros três meses do andamento do projecto Rotas das Aldeias Rurais

Instituto da Macaronésia propõe criar soluções para produção de água através do uso das energias renováveis

Plataforma IGRP Web é uma rede electrónica para a criação do emprego jovem – responsável

São Vicente: Carnaval de Verão com divulgação na Europa e no Brasil – organização

São Salvador do Mundo: Arrancam as obras do centro de transformação de produtos agrícolas

Santiago Norte: Projecto capacita jovens para área do turismo com foco na conservação da biodiversidade

Governo quer atrair investimentos da Diáspora com o Estatuto do Investidor Emigrante

Recomendação para ouvir: Mornas ao Piano - mais do que um disco … estórias sentidas e c(o)antadas

Regressa o Campus África, por uma ‘Macaronésia do conhecimento’

Operadores em Santo Antão querem atacar mercado africano

«Há interessados no mercado doméstico de transporte aéreo» - Olavo Correia

Governo sublinha papel da China na produção audiovisual em Cabo Verde

Bienal de Dança de Veneza entrega hoje Leão de Prata a Marlene Monteiro Freitas

OMS saúde progressos na melhoria das condições de vida da população em Cabo Verde

Três mil cabo-verdianos obtiveram nacionalidade Portuguesa em 2017

Sal: Festival Literatura-Mundo foi “fantástico” reunindo gente e escritores premiados de diferentes latitudes, dizem participantes

TradeInvest e Bringbuys assinam memorando para criação de polo tecnológico

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo