Chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da CEDEAO: Presidente Jorge Carlos Fonseca repudia a forma como a questão foi tratada

O Presidente da República Jorge Carlos Fonseca contestou o chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da Comissão da CEDEAO, durante a sessão de de hoje, 16, da cimeira de Chefes de Estados da organização, que decorre, em Abuja, Nigéria. Fonseca repudiou sobretudo a forma como a questão foi tratada, favorecendo a candidatura de Costa de Marfim em detrimento à da cidade da Praia por causa da quota em atraso

O desgravo do PR de Cabo Verde foi de tal ordem, a ponto de exigir que os protestos ficam registados na acta da reunião. «O Chefe de Estado Cabo-verdiano mostrou finalmente todo o seu repúdio pela forma como esta questão foi tratada e considerou inaceitável o não cumprimento de regras estabelecidas. Solicitou que tal posição fizesse parte da Acta final da Cimeira», diz em nota a Presidência da República de Cabo Verde.

Segundo a mesma fonte, antes da aprovação da ordem do dia dos trabalhos desta 52ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, os Chefes de Estado reuniram-se numa Sessão à porta fechada onde debateram durante cerca de três horas uma única questão: Presidência rotativa da Comissão da CEDEAO. Revela que, durante o debate, esteve em discussão a apresentação de quatro candidaturas pelos seguintes países: Cabo Verde, Cote d'Ivoire, Gambia e Benin.

«O Presidente da Republica de Cabo Verde – desde o início do debate e durante todas as suas intervenções (cerca de seis) – defendeu sempre a posição de Cabo Verde e esteve convicto de que esta seria a vez de Cabo Verde assumir o posto de Presidente da Comissão da CEDEAO. Apesar de todos os obstáculos encontrados pelo caminho, quer por países ’concorrentes’, quer por outros países que não apoiaram a causa de Cabo Verde, durante as suas intervenções, Jorge Carlos Fonseca defendeu o princípio da rotatividade por entender que a razão e o direito estão do lado de Cabo Verde uma vez que o critério principal para se aceder aos órgãos da CEDEAO é permitir que todos os Estados Membros tenham oportunidades iguais de estar à frente de uma organização que é de todos», sublinhou o documento, realçando que Jorge Carlos Fonseca defendeu ainda que numa organização todos são iguais – não há grandes nem pequenos e não há ricos nem pobres.

Fonte: A Semana

Notícias

IPC realiza primeiro mergulho em arqueologia subaquática no ancoradouro da Cidade Velha

Biblioteca Nacional lança reedição de “Chiquinho” e promete edição de seis obras por ano

NOSi poderá representar um suporte do desenvolvimento tecnológico para construção de uma sociedade digital no país – PR

Lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais gestores da Economia Marítima

Mindelo: Atelier de lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais “stakeholders” da Economia Marítima

São Vicente: Trinta formandos recebem certificados na área de guia de turismo comunitário

Santa Catarina: Assembleia Municipal com Ribeira da Barca na agenda

Santo Antão: Criação do Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias traz à ilha catedráticos de Portugal

Artistas da CPLP pedem "passaporte artístico"

Cabo Verde quer afirmar-se como plataforma tecnológica de referência em África

Novo presidente da AAVT quer transformar agências de viagens

Escavações arqueológicas na Igreja de São Tiago Maior concluídas

Empresários nacionais desafiam Portugal a deslocalizar empresas para Cabo Verde

AJEC propõe plataforma de informações sobre oportunidades de investimentos

Literatura: VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa acontece de 19 a 21 de Abril na UNICV

Criada equipa que vai coordenar Zona Económica Especial

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

Empresa alemã introduz energia das ondas do mar em Cabo Verde

Santo Antão: Representante da OMS exorta Cabo Verde a preparar-se para enfrentar emergências sanitárias

Santo Antão: Fábrica de sabonetes abre portas no Porto Novo e já cogita exportar para os EUA

Praia: Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade vai ser património nacional – ministro

Ilha do Fogo: Técnicos de Monumentos e Sítios do IPC na região Fogo e Brava para inventariar património cultural imóvel

Emprofac prevê um crescimento de 7% em 2018

Regionalização: Olavo Correia reposiciona-se

Ampliar o mercado africano para os países africanos

PM espera consensos necessários entre os deputados para se avançar com a Regionalização

Directora regional da OMT recomenda diversificação dos modelos de oferta turística em Cabo Verde

Dia Mundial do Teatro: Mindelact distingue jornalista Fonseca Soares com Prémio de Mérito Teatral

Capacidade de alojamento em Cabo Verde aumentou em 18% em 2017 – INE

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo