Carnaval 2018 em São Vicente: Vindos do Oriente sagra-se bi-campeão, Monte Sossego arrasa nos prémios individuais

O grupo carnavalesco Vindos do Oriente classificou-se hoje, 14, em primeiro lugar do Carnaval de São Vicente, edição 2018, mas a luta com o segundo classificado, Monte Sossego, foi renhida, com apenas 1,4 pontos a separar os dois primeiros.

O Vindos do Oriente, que renovou o título conquistado no ano passado, totalizou 166,5 pontos, cabendo ao Monte Sossego, o segundo classificado, 165,1 pontos, segundo o veredicto do júri.

Tido pelos mindelenses e visitantes como um dos melhores carnavais de sempre, a edição de 2018, com efeito, registou, mesmo assim, no momento da divulgação dos prémios, na tarde de hoje, na Rua de Lisboa, vozes dissonantes em relação ao trabalho do júri que, como se sabe, nunca consegue agradar a todos.

Se Vindos do Oriente, no conjunto, foi o campeão do Carnaval 2018, o Monte Sossego, segundo classificado, por seu lado, “varreu” os prémios individuais ao conquistar a melhor música, rainha de bateria, mestre-sala, porta-bandeira, rei e rainha.

O Vindos do Oriente, a nível individual, conquistou, por seu lado, os títulos de 2ª e 1ª damas e o melhor carro alegórico.

A comissão organizadora distinguiu ainda os artistas criadores dos trajes do rei e da rainha do Carnaval, prémio que coube à dupla Boss/Valdir, autores dos trajes do grupo Monte Sossego (rei e rainha).

A presidente do grupo vencedor, Vindos do Oriente, Lili Freitas, considerou que já estava à espera de conquistar o título, pois o seu grupo, indicou, apresentou um tema “muito forte”, sobre África, que o povo acolheu bem porque se sentiu africano,

“Muito contente, mas a preocupação para o futuro prende-se com a falta de espaço para os grupos confeccionarem os seus andores e temos que ver com a câmara a melhor solução”, sintetizou Lili Freitas, satisfeita por mais um título do grupo que dirige.

Já aos grupos Cruzeiros do Norte, que se classificou na terceira posição como 159,2 pontos, bem como o último classificado, e Flores do Mindelo, com 131,1 pontos, não coube qualquer prémio individual, o que dá o sinal da luta a dois neste Carnaval 2018 entre os grupos Vindos do Oriente e Monte Sossego.

No final, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, entidade que organiza o certame, congratulou-se com o “fantástico” Carnaval que a ilha apresentou “mais uma vez” e prometeu “seguir a trabalhar” para o seu engrandecimento, ao mesmo tempo que destacou o “excelente” trabalho dos quatro grupos e o comportamento “exemplar” dos sanvicentinos.

“Foi um grande Carnaval a todos os níveis e vamos continuar a trabalhar para melhorar cada vez mais este grande espectáculo, este produto, que é o Carnaval, esperando mais envolvimento das empresas e entidades”, considerou o autarca.

Segue-se, no domingo que vem, o enterro do Carnaval, numa iniciativa dos mandingas da Ribeira Bote.

Fonte: A Semana

Notícias

Ilha do Sal: Segunda edição do Festival Internacional de Literatura arranca esta quinta-feira com cerca de 40 escritores

MCIC apresenta I edição da “Viagem pela história” na Ribeira Grande de Santiago

Maio acolhe “Djarmai Campus-Summer School” em Agosto

Cabo Verde adere a convenções do conselho da Europa sobre proteção de dados e cibercriminalidade

Porto Novo: Operador estrangeiro confirma investimento de 70 mil contos no sector das pescas

O objectivo último é que Cabo Verde, um dia, deixe de precisar da cooperação para o desenvolvimento

Governo dos Açores confiante na cooperação entre ilhas da Macaronésia

Miguel Rosa: “É importante aprender com os erros” do Sal e Boa Vista

Grupo Rangel e Binter CV firmam acordo para o transporte de carga

Vice-Primeiro Ministro assina donativo de 10 milhões de euros com Fundo Orio para o Terminal de Cruzeiros do Mindelo

São Vicente: “Diplomacia gastronómica” como pedra de toque da VI edição do Kavala Fresk Feastival

Editores esperam que presidência da CPLP dinamize literatura e cultura lusófona

Cinquenta jovens iniciam formação em restauração e gestão de ordenamento hoteleiro na EHTCV

Pedro Lopes participa no primeiro programa da Fundação Obama em África Detalhes

Ministério da Cultura realiza 1º Fórum Nacional de Editores e Livreiros de Cabo Verde

“De uma forma geral, em termos de criação de emprego, o impacto do turismo é positivo” – José Gonçalvez

Cabo Verde quer reactivar ligações aéreas com São Tomé e Príncipe

Governo quer fazer deste arquipélago uma Nação “útil” ao mundo no Atlântico Médio

Há oportunidades, mas algum cuidado não faz mal a ninguém

Ministro José Gonçalves representa Cabo Verde na 61ª reunião da Comissão Regional da OMT para a África

Santo Antão: Estância turística de Passagem reaberta na próxima semana com inauguração das obras de reabilitação

Santo Antão: Operadores turísticos desejam criação de uma representação do Ministério do Turismo na ilha

Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” defende criação de órgãos permanentes de tutela e controlo da praia de Fonte Bila

Especialistas do Banco de Portugal não vêem vantagens na euroização da economia cabo-verdiana

Festival de Literatura-Mundo do Sal vai ter extensão em Lisboa este ano e perspectiva Brasil em 2019

Turistas gastam em média 4.518 escudos, por dia, em Cabo Verde

Ilha do Maio: Ministro José Gonçalves faz balanço positivo do encontro de alto nível sobre o turismo

Cabo Verde aproveita cimeira da Macaronésia para se afirmar como ponte entre Europa e África

José Gonçalves quer ilha do Maio com turismo "diferente e planeado"

Santo Antão recebe seminário internacional para debater o turismo ecológico

Agrupamentos competitivos de queijo do Fogo e Boa Vista de olhos no mercado turístico hoteleiro

Sector privado passa a gerir incubadoras de inovação

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo