Cape Safety: Empresários de restauração aplaudem impacto da certificação de qualidade

O projeto Cape Safety, lançado em 2015, teve um impacto positivo nos restaurantes participantes, garantem os proprietários. A primeira fase da iniciativa, que teve como objetivo dar maior garantia de qualidade e segurança alimentar, terminou em 2016, envolvendo 10 restaurantes no Sal e 12 na Boa Vista. Segue-se a segunda etapa.
O projeto, implementado pela Câmara de Turismo de Cabo Verde (CTCV), quer dar uma outra garantia ao turista e ao próprio consumidor local, com a certeza de que os restaurantes certificados cumprem todas as normas de higiene e segurança alimentar. Responde-se, assim, a uma das críticas feitas sobre o turismo em Cabo Verde.
O hotel Odjo d’Água, na ilha do Sal, é um dos espaços já certificado. O proprietário, Patone Lobo, em entrevista ao último Panorama, 3.0 da Rádio Morabeza, destacou a importância do projeto.
“Há mais profissionalismo, há mais atenção no que diz respeito à limpeza, na maneira de fazer as coisas, os procedimentos, tudo mudou. Com certeza que tivemos que fazer algum investimento, mas o investimento feito, comparado com o resultado que se tem, não é um investimento por ai além. Portanto, é extremamente positivo”, explica.
O empresário afirma, no entanto, que é preciso dar formação contínua aos funcionários dos restaurantes, por forma a garantir sempre um serviço de qualidade e seguro.
O restaurante Barracuda, também na ilha do Sal, é outro espaço com o selo Cape Safety. A responsável, Benvinda Santos, explicou ao Panorama 3.0 a importância do projeto para o seu negócio, a nível da higiene e segurança alimentar.
“Eu já sabia como é que as coisas podiam e deveriam ser feitas. Eu já fazia bastante, mas não tinha muito conhecimento das coisas. Este programa foi muito importante, aprendi mais. Fiquei muito satisfeita”, assegurou.
A proprietária do restaurante garante que o serviço prestado melhorou e pretende continuar com a iniciativa.

Restaurantes certificados reunidos em guia

A segunda fase do Cape Safety deve arrancar no próximo mês. Os 22 restaurantes certificados, na ilha do Sal e na Boa Vista devem em breve estar reunidos num guia. A ideia é que esse guia possa ser usadopelos hoteleiros, como forma de aconselhar os hóspedes sobre que espaços de restauração devem frequentar.

Quem o diz é Carlos Santos, vice-presidente da CTCV.

“Numa fase limite, será a criação de uma espécie de uma rede de restaurantes que poderá ter um menu muito diversificado e complementar, para permitir ao hoteleiro aconselhar o seu hóspede a fazer quase que um tour pelos restaurantes de Santa Maria e de Sal Rei, para poder degustar aquilo que é nossa gastronomia”, acrescentou ao Panorama 3.0 da última sexta-feira.

O que a Câmara de Turismo quer é mostrar que a aposta no turismo tem que se basear na cultura, que envolve a gastronomia e a história das ilhas.

A segunda fase da iniciativa, segundo Carlos Santos, visa ainda garantir a fiscalização permanente dos restaurantes certificados, com o envolvimento dos proprietários, através de uma comparticipação financeira.

“Só poderemos falar de qualidade e de certificação se de facto houver essa continuidade”, realça.

O vice-presidente da Câmara de Turismo considera que os restaurantes abrangidos passaram a ter uma clientela muito mais vasta e está satisfeito com os resultados alcançados até agora.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Santa Catarina: Autarquia inaugura ligações domiciliárias de água em Rincão

Ex-PR de São Tomé e Cabo Verde já em Luanda para observação eleitoral

Santo Antão recebe programas Start-up jovem e Fomento ao micro empreendedorismo

Adilson Gomes vai ser o novo Diretor-Geral das Artes

DGTT apresenta em Setembro o plano estratégico para o turismo

Festival de Praia d´Tedja com aposta no nacional

Requalificação da Baía das Gatas vai criar condições para atrair mais turistas e emigrantes – Augusto Neves

Ex-PM cabo-verdiano chefia missão de observadores da UA para eleições em Angola

Governo pretende “ampliar” transportes aéreos com os Açores

Santo Antão: Sodesa pode avançar depois da revisão do quadro legal sobre criação de sociedades de desenvolvimento

Época alta do turismo: Santo Antão espera receber 20 mil turistas 05

São Vicente acolhe quarta edição Carnaval de verão

Governo aprova privatização da companhia aérea cabo-verdiana

Cabo Verde beneficia do programa para melhoria dos assentamentos informais