Cape Safety: Empresários de restauração aplaudem impacto da certificação de qualidade

O projeto Cape Safety, lançado em 2015, teve um impacto positivo nos restaurantes participantes, garantem os proprietários. A primeira fase da iniciativa, que teve como objetivo dar maior garantia de qualidade e segurança alimentar, terminou em 2016, envolvendo 10 restaurantes no Sal e 12 na Boa Vista. Segue-se a segunda etapa.
O projeto, implementado pela Câmara de Turismo de Cabo Verde (CTCV), quer dar uma outra garantia ao turista e ao próprio consumidor local, com a certeza de que os restaurantes certificados cumprem todas as normas de higiene e segurança alimentar. Responde-se, assim, a uma das críticas feitas sobre o turismo em Cabo Verde.
O hotel Odjo d’Água, na ilha do Sal, é um dos espaços já certificado. O proprietário, Patone Lobo, em entrevista ao último Panorama, 3.0 da Rádio Morabeza, destacou a importância do projeto.
“Há mais profissionalismo, há mais atenção no que diz respeito à limpeza, na maneira de fazer as coisas, os procedimentos, tudo mudou. Com certeza que tivemos que fazer algum investimento, mas o investimento feito, comparado com o resultado que se tem, não é um investimento por ai além. Portanto, é extremamente positivo”, explica.
O empresário afirma, no entanto, que é preciso dar formação contínua aos funcionários dos restaurantes, por forma a garantir sempre um serviço de qualidade e seguro.
O restaurante Barracuda, também na ilha do Sal, é outro espaço com o selo Cape Safety. A responsável, Benvinda Santos, explicou ao Panorama 3.0 a importância do projeto para o seu negócio, a nível da higiene e segurança alimentar.
“Eu já sabia como é que as coisas podiam e deveriam ser feitas. Eu já fazia bastante, mas não tinha muito conhecimento das coisas. Este programa foi muito importante, aprendi mais. Fiquei muito satisfeita”, assegurou.
A proprietária do restaurante garante que o serviço prestado melhorou e pretende continuar com a iniciativa.

Restaurantes certificados reunidos em guia

A segunda fase do Cape Safety deve arrancar no próximo mês. Os 22 restaurantes certificados, na ilha do Sal e na Boa Vista devem em breve estar reunidos num guia. A ideia é que esse guia possa ser usadopelos hoteleiros, como forma de aconselhar os hóspedes sobre que espaços de restauração devem frequentar.

Quem o diz é Carlos Santos, vice-presidente da CTCV.

“Numa fase limite, será a criação de uma espécie de uma rede de restaurantes que poderá ter um menu muito diversificado e complementar, para permitir ao hoteleiro aconselhar o seu hóspede a fazer quase que um tour pelos restaurantes de Santa Maria e de Sal Rei, para poder degustar aquilo que é nossa gastronomia”, acrescentou ao Panorama 3.0 da última sexta-feira.

O que a Câmara de Turismo quer é mostrar que a aposta no turismo tem que se basear na cultura, que envolve a gastronomia e a história das ilhas.

A segunda fase da iniciativa, segundo Carlos Santos, visa ainda garantir a fiscalização permanente dos restaurantes certificados, com o envolvimento dos proprietários, através de uma comparticipação financeira.

“Só poderemos falar de qualidade e de certificação se de facto houver essa continuidade”, realça.

O vice-presidente da Câmara de Turismo considera que os restaurantes abrangidos passaram a ter uma clientela muito mais vasta e está satisfeito com os resultados alcançados até agora.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Estrada de Chã de Pedras inaugurado no dia 25 de junho

Maritza Rosabal visita Sal e São Nicolau

Cabo Verde vai negociar com UE alargamento do acordo de parceria

FMI em Cabo Verde para avaliar políticas macroeconómicas

Ilha Brava: V Edição da Feira Agro-Pecuária começa hoje

Equipa de Coordenação de Reformas da Administração Pública já foi constituída

Governo vai aumentar o salário mínimo nacional para 15 mil escudos mensal até 2021

Cabo-verdiano reconduzido como Juíz do Tribunal Internacional dos Direitos do Mar

Governo e oposição concertam posições em matérias estruturantes para Cabo Verde

UE alarga prazo a Cabo Verde para exportar pescado no mercado europeu

Cabo Verde reavalia investimentos do BAD dado baixo nível de execução de projetos

Cabo Verde enfrenta ainda “grandes precariedades” na disponibilização de água - PR

90,1% da população já tem acesso à eletricidade em Cabo Verde, diz estudo

Advogados suspendem assistência judiciária oficiosa em Cabo Verde

Empresário chinês de Macau abre banco em Cabo Verde

Banco Central de Cabo Verde procede a corte de dois pontos na taxa diretora

Côte d’Ivoire interessada na experiência de Cabo Verde em matéria de governação eletrónica

Workshop nacional prepara novo quadro de cooperação entre o Governo de Cabo Verde e as Nações Unidas – UNDAF

Empresários cabo-verdianos procuram novas alternativas de negócios em missão à Holanda e Luxemburgo

Volume de negócios nos serviços regista variação homóloga de 5,8% no primeiro trimestre de 2017

Prémio Nacional de Qualidade distingue organizações que contribuem para competitividade do país

Binter Cabo Verde promete que vai garantir “ligação eficiente” entre as ilhas a partir de 1 de Agosto

Porto de águas profundas chumbado pelo Governo

São Vicente: Os artesãos e o CNAD realizam Feira de Artesanato em comemoração do Dia das Crianças