Cape Safety: Empresários de restauração aplaudem impacto da certificação de qualidade

O projeto Cape Safety, lançado em 2015, teve um impacto positivo nos restaurantes participantes, garantem os proprietários. A primeira fase da iniciativa, que teve como objetivo dar maior garantia de qualidade e segurança alimentar, terminou em 2016, envolvendo 10 restaurantes no Sal e 12 na Boa Vista. Segue-se a segunda etapa.
O projeto, implementado pela Câmara de Turismo de Cabo Verde (CTCV), quer dar uma outra garantia ao turista e ao próprio consumidor local, com a certeza de que os restaurantes certificados cumprem todas as normas de higiene e segurança alimentar. Responde-se, assim, a uma das críticas feitas sobre o turismo em Cabo Verde.
O hotel Odjo d’Água, na ilha do Sal, é um dos espaços já certificado. O proprietário, Patone Lobo, em entrevista ao último Panorama, 3.0 da Rádio Morabeza, destacou a importância do projeto.
“Há mais profissionalismo, há mais atenção no que diz respeito à limpeza, na maneira de fazer as coisas, os procedimentos, tudo mudou. Com certeza que tivemos que fazer algum investimento, mas o investimento feito, comparado com o resultado que se tem, não é um investimento por ai além. Portanto, é extremamente positivo”, explica.
O empresário afirma, no entanto, que é preciso dar formação contínua aos funcionários dos restaurantes, por forma a garantir sempre um serviço de qualidade e seguro.
O restaurante Barracuda, também na ilha do Sal, é outro espaço com o selo Cape Safety. A responsável, Benvinda Santos, explicou ao Panorama 3.0 a importância do projeto para o seu negócio, a nível da higiene e segurança alimentar.
“Eu já sabia como é que as coisas podiam e deveriam ser feitas. Eu já fazia bastante, mas não tinha muito conhecimento das coisas. Este programa foi muito importante, aprendi mais. Fiquei muito satisfeita”, assegurou.
A proprietária do restaurante garante que o serviço prestado melhorou e pretende continuar com a iniciativa.

Restaurantes certificados reunidos em guia

A segunda fase do Cape Safety deve arrancar no próximo mês. Os 22 restaurantes certificados, na ilha do Sal e na Boa Vista devem em breve estar reunidos num guia. A ideia é que esse guia possa ser usadopelos hoteleiros, como forma de aconselhar os hóspedes sobre que espaços de restauração devem frequentar.

Quem o diz é Carlos Santos, vice-presidente da CTCV.

“Numa fase limite, será a criação de uma espécie de uma rede de restaurantes que poderá ter um menu muito diversificado e complementar, para permitir ao hoteleiro aconselhar o seu hóspede a fazer quase que um tour pelos restaurantes de Santa Maria e de Sal Rei, para poder degustar aquilo que é nossa gastronomia”, acrescentou ao Panorama 3.0 da última sexta-feira.

O que a Câmara de Turismo quer é mostrar que a aposta no turismo tem que se basear na cultura, que envolve a gastronomia e a história das ilhas.

A segunda fase da iniciativa, segundo Carlos Santos, visa ainda garantir a fiscalização permanente dos restaurantes certificados, com o envolvimento dos proprietários, através de uma comparticipação financeira.

“Só poderemos falar de qualidade e de certificação se de facto houver essa continuidade”, realça.

O vice-presidente da Câmara de Turismo considera que os restaurantes abrangidos passaram a ter uma clientela muito mais vasta e está satisfeito com os resultados alcançados até agora.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Banana de Santa Cruz poderia abastecer mercado turístico de Sal e Boa Vista

UNESCO recomenda a Cabo Verde ratificação de convenções sobre património imaterial

Comércio entre a China e os países lusófonos sobe 30,2% até Agosto

ONU alerta para esforço comum para atingir o desenvolvimento sustentável em 2030

IV fórum Mundial de Desenvolvimento Local: Presidente alerta que o mundo tem recursos para travar perdas no desenvolvimento humano e social e reduzir privação

Subsecretária-geral da ONU enaltece “história de sucesso” de Cabo Verde em matéria de desenvolvimento

Fórum vai trazer o mundo para Cabo Verde – representante das Nações Unidas

Secretária-Adjunta do Secretário Geral das Nações Unidas inicia hoje uma visita de três dias

Senegal apoia candidatura de Cabo Verde à Comissão da CEDEAO

PR participa na conferência que assinala Dia da Cultura e das Comunidades Cabo-verdianas em Portugal

Santiago: Calheta de São Miguel acolhe VI Encontro Técnico da Rede Temática da Proteção Civil 2017

Antigo Seminário de S. Nicolau: Gualberto do Rosário sugere a criação da Universidade Católica de Cabo Verde

Director-geral do Turismo e Transportes demite-se do cargo

Porto Novo: Governo avança com 60 mil contos para construção da estrada de acesso à Chã de Branquinho

Governo anuncia plano de emergência para responder à seca

Praia acolhe workshop sobre o “Estudo da Situação da Justiça em Cabo Verde”

Santo Antão: Grogue do Tarrafal de Monte Trigo já está a ser engarrafado para exportação

BCV prevê aumento do PIB próximo dos 4% em 2018

Governo sensível às questões da Diáspora cabo-verdiana

Cabo Verde nomeia embaixadores urbanos para sensibilizar nas questões de habitação

Santo Antão: Época alta do turismo arranca com os operadores optimistas

Ilha do Sal foi palco da 1ª edição da Gala “Cabo Verde Tourism Awards”

Fogo: Cerca de 110 mil contos dispensados aos municípios para o Turismo até 2021

Dia Mundial do Turismo comemorado sob o lema “Turismo sustentável, uma ferramenta para o desenvolvimento”

JPAI promove conversa aberta sobre Educação como Arma para o Desenvolvimento

Cabo Verde na Feira Internacional do Turismo Top Resa em Paris

Governo de Piemonte oferece unidade de produção de ração aos produtores do Planalto Norte de Santo Antão

Queijo de Santo Antão premiado em Itália

Santa Catarina: Terminal rodoviário estará pronto em Outubro

Boa Vista: Câmara Municipal e SDTIBM promovem semana de empreendedorismo

Preços das importações descem e das exportações sobem