Cabo Verde vai ter nova central fotovoltaica em setembro

Na Calheta de São Miguel, na ilha de Santiago, será instalada uma central fotovoltaica de 10 megawatts, a ser montada numa extensão superior a 20 hectares.

A Calheta de São Miguel, na ilha de Santiago, vai ver instalada, no próximo mês de setembro, uma central fotovoltaica de 10 MW (megawatts), a ser montada numa extensão superior a vinte hectares.

A informação foi avançada à imprensa pelo ministro cabo-verdiano que tutela o setor da Indústria, Comércio e Energias, no âmbito da abertura de uma conversa aberta denominada “As oportunidades de emprego no Setor de Energia no contexto de Transição Energética”, que decorreu esta quinta-feira, no Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI), no âmbito do Dia Mundial da Energia.

Ao passar esta informação, José Gonçalves realçou que com estes investimentos, os jovens que estão a formar-se nas áreas de energias renováveis vão ter um “volume de trabalho qualificado” exigido pelo programa. “Os jovens deste município vão ter trabalho garantido nessa área”, disse o governante.

Além do parque eólico de 10 MW em Santiago, o governo de Cabo Verde conta instalar também um parque solar de 5MW n a ilha da Boa Vista.

Fonte: A Nação

Notícias

Dia Nacional da Cultura comemorado sob o lema “eu_génio: do legado à ficção”

Governo prevê funcionamento da Universidade Técnica do Atlântico em 2020/2021

Santiago Norte: Municípios juntam-se ao MCIC para homenagear a Morna no Dia Nacional da Cultura e Comunidades

São Nicolau: Projecto Caminhar inicia acção de capacitação em acompanhantes de “trekking”

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis