Cabo Verde quer reactivar ligações aéreas com São Tomé e Príncipe

Cabo Verde quer maior aproximação e conectividade com São Tomé e Príncipe, através da retoma das ligações aéreas, disse ontem o Primeiro-Ministro, que está de visita àquele país.

Ulisses Correia e Silva garante que Cabo Verde está a trabalhar no sentido de reactivar a linha aérea Luanda – Sal, com possibilidade de integrar também São Tomé e Príncipe.

“Isto é uma necessidade evidente”, entende.

As declarações do chefe do Governo foram feitas à chegada ao aeroporto são-tomense.

Em Novembro de 2017, angolanos e são-tomenses residentes em Cabo Verde queixaram-se que estão "presos" no território nacional, após o fim dos voos directos da transportadora aérea angolana TAAG, entre Luanda e Praia, e pediram uma solução aos três Governos.

A TAAG - Linhas Aéreas de Angola - suspendeu no final de 2016 os voos directos entre Luanda e Praia, com escala em São Tomé e Príncipe, alegando que a rota não era rentável.

Entretanto, em finais de Janeiro deste ano, o embaixador de Cabo Verde em Angola, Jorge Figueiredo, garantiu que os dois países estão a discutir a possibilidade de reabertura das ligações aéreas directas, numa rota a ser operada pelas companhias de bandeira dos dois Estados.

Correia e Silva anuncia a possibilidade de São Tomé e Príncipe também ser contemplado com a reactivação da linha.

Ulisses Correia e Silva iniciou ontem à tarde uma visita de cinco dias a São Tomé e Príncipe, a convite do seu homólogo são-tomense, Patrice Trovoada. Cabo Verde quer ainda fortalecer a cooperação na área económica, considerando que os dois países têm “complementaridades económicas muito interessantes”.

São assuntos que devem ser abordados no encontro desta quarta-feira com Patrice Trovoada, por forma a definir “um bom quadro de cooperação futura”.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis