Cabo Verde aposta na Parceria Especial com UE para criar 45.000 postos de trabalho

Cabo Verde acredita que a Parceria Especial que mantém, há 10 anos, com a União Europeia (UE) vai ajudar na criação dos mais de 45 mil postos de trabalho prometidos pelo atual partido no poder durante a campanha para as eleições de 20 de março de 2016, declarou segunda-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades.

O ministro Luís Filipe Tavares, que intervinha numa conferência sobre "os 10 anos da Parceria Especial Cabo Verde/União Europeia – O futuro das Relações entre Cabo Verde e a União Europeia”, reconheceu que este acordo com os 27 Estados europeus tem dado e continua a dar um contributo “muito importante” para o crescimento de Cabo Verde.

Sublinhando que a UE tem sido uma parceira “fundamental” do desenvolvimento do país, ao longo desses 10 anos, o chefe da diplomacia cabo-verdiana disse acreditar não haver nenhum motivo "para receios e para desconfianças” no futuro das relações entre o arquipélago e a UE.

“Queremos ter mais investimentos, mais crescimento económico, mais emprego e as medidas que estamos a tomar, tanto a nível fiscal, a nível orçamental, a nível económico e a nível do turismo, são medidas importantes e tenho por mim que Cabo Verde vai criar muito mais que os 45 mil postos de trabalho que nós propusemos aos Cabo-verdianos”, frisou.

Quanto à isenção de vistos de entrada em Cabo Verde aos cidadãos da União Europeia e do Reino Unido, muito debatida durante a conferência, o governante defendeu que é uma medida com impato político de “grande alcance” e que vai trazer resultados económicos que vão contribuir para a melhoria da vida dos Cabo-verdianos.

Disse estar ciente de que os Cabo-verdianos vão sentir os impactos dessa medida antes do final do mandato do seu Governo, em 2021, realçando que esta medida é, provavelmente, a mais importante desta legislatura no aprofundamento das relações com a União Europeia.

“Peço confiança aos Cabo-verdianos, estamos a trabalhar com muita convicção. As relações têm sido muito boas com a UE, os projetos estão a ser clarificados e, sobretudo, já começamos a receber apoios muito fortes, com o aprofundamento dessa relação", apontou.

Ele precisou que os apoios em causa são, nomeadamente, provenientes da República Checa, da Eslovénia, da Áustria, do Luxemburgo, da Bélgica, de França, de Espanha e de Portugal, entre outros.

Também o representante europeu em Cabo Verde, José Manuel Pinto Teixeira, considera que a UE é o único parceiro que, a curto prazo, pode fazer a diferença no arquipélago.

“Neste momento vê-se [em Cabo Verde] uma clara estratégia de querer facilitar tudo o que são investimentos e atividade económica e aí a União Europeia é o maior parceiro e, possivelmente, o único parceiro que a curto prazo pode fazer uma diferença”, precisou.

José Manuel Pinto Teixeira adiantou que, para o futuro, há novos projetos a serem formalizados, que serão analisados na reunião ministerial anual de acompanhamento da parceria, que este ano se realiza em Bruxelas, em julho.

“O objetivo da parceria é ir construindo sempre nos pilares que já existem e abrindo novas áreas de cooperação”, perspetivou, precisando que ela “é o reconhecimento de que em Cabo Verde há uma democracia consolidada, respeito pelos direitos humanos, Estado de Direito, todos os valores que são também os da União Europeia”.

Cabo Verde e a UE celebram, esta semana, 10 anos da sua Parceria Especial, a única do género no continente africano e que é regulada por seis pilares, nomeadamente, a boa governação, a segurança e estabilidade, a integração regional, a convergência técnica e normativa, a sociedade da informação e do conhecimento, a luta contra a pobreza e o desenvolvimento.

Fonte: Panapress

Notícias

CMP socializa projecto de requalificação do Centro Histórico do Plateau no valor de 187 mil contos

Ministro das Finanças diz que Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável é o “sonho” rumo ao crescimento em 7%

Ministro da Saúde garante que Cabo Verde está preparado para liderar o processo de eliminação do paludismo na região da CEDEAO

O Orçamento do Estado para 2018 foi aprovada na globalidade, com 34 votos favoráveis do MpD, 25 contra, sendo 22 do PAICV e três da UCID

Sexto aniversário do falecimento de Cesária Évora assinalado com 3ª edição do projecto “Sodad”

Primeira fase da TDT já está concluída. Transição acontece no primeiro semestre de 2018

Governo assina convenção de estabelecimento com FOISal para produzir tomates orgânicos e outros vegetais

Estado não quer participação na Binter Cabo Verde

Concertação Social: Aumento de pensão social e salário mínimo, chumbo para melhoria de rendimentos dos funcionários

Governo quer janela única de comércio externo que permita desembaraço alfandegário em 24 horas no máximo

Projecto Rota das Aldeias Rurais de Santo Antão vai sair do papel

Cidade Velha acolhe primeira conferência nacional sobre educação patrimonial

Governo destaca criação de plataformas como um dos grandes resultados do Programa de Plataformas para o Desenvolvimento Local

Ministro da Cultura assina protocolo de cooperação com Fundação Francisco Manuel Santos para doação de dois mil livros

O Estado não vai comprar os 19% do capital da Binter Cabo Verde e proximamente vai alienar os 30% – Governo

Grupo de apoio alerta para riscos de elavado endividamento público em Cabo Verde

Governo assina Convenções de Estabelecimento para projectos turísticos de São Vicente e Praia

PCA dos TACV anuncia funcionamento do “hub” aéreo para Janeiro de 2018

Associação de Turismo de Santiago vai dar “atenção especial” à lei de REMPE – presidente

Cimeira UE-UA: Cabo Verde quer mais atenção para os Estados insulares

Cabo Verde, São Tomé e Timor-Leste melhores lusófonos no combate à malária – OMS

Cimeira UE-UA: Cabo Verde quer mais atenção para os Estados insulares

Cabo Verde, São Tomé e Timor-Leste melhores lusófonos no combate à malária – OMS

São Vicente: Intervenções do MCC em Cabo Verde deixa país melhor preparado para atrair investimentos privados – vice-presidente

Ilha do Fogo: Plano detalhado de Chã das Caldeiras socializado esta quarta-feira

Santo Antão: Amipaul defende elaboração da carta de turismo para ilha

Orçamento do Estado’2018 aprovado na generalidade com votos favoráveis do MpD, contra do PAICV e abstenções da UCID

Governo minimiza impacto de mau ano agrícola na economia de Cabo Verde

Vice-presidente do MCC em Cabo Verde para encerramento do II Compacto MCA

Cabo Verde anuncia em Portugal nova Lei Cambial para atrair investimento português

Praia acolhe seminário “Portugal-Cabo Verde: Uma Parceria para o Ambiente”

Portugal e Cabo Verde preparam projeto conjunto de mobilidade inter-estados na CPLP

Turistas europeus “invadem” a ilha das montanhas em plena época alta do turismo em Santo Antão

Pesca: Estudo aponta fiscalização da Zona Económica Exclusiva como problema “candente” do sector em Cabo Verde

Cabo Verde conhece desafios e oportunidades para execução da Política Regional de Pesca e de Aquacultura

NEWCO: Governo cria empresa para gerir as dívidas da TACV

Ministro da Economia participa do 3º Fórum Mundial da ICAO em Abuja

Cabo Verde caiu para a quarta posição do Índice Ibrahim de Governação Africana

Cabo Verde confia numa futura parceria com a União Europeia

Santiago Norte: Organizadores fazem balanço positivo da primeira edição da feira Expo Santiago