Binter Cabo Verde inicia voos domésticos em finais de outubro

A Binter Cabo Verde, filial da companhia aérea sedeada nas ilhas Canárias (Espanha) perspetiva iniciar voos domésticos em Cabo Verde em finais de outubro corrente, tornando-se assim na única Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV) que até ao momento realiza voos regulares inter-ilhas, apurou a PANA de fonte segura.

Segundo uma fonte da companhia, a transportadora tem estado a efetuar, há já algum tempo, voos de treinamento, com as suas tripulações, nos três aeroportos principais de Cabo Verde, designadamente (Praia, São Vicente e Sal), os primeiros a serem cobertos pela operação doméstica.

De acordo com a mesma fonte, os restantes aeroportos serão contemplados numa segunda fase, a curto prazo.

Para tal, a transportadora aérea cabo-verdiana vai contar com dois aparelhos ATR72, com capacidade para 72 lugares, tendo entanto previsto incorporar um terceiro já em janeiro do próximo ano.

Neste momento, indica a fonte, todos os departamentos da BINTER Cabo Verde, precisamente comercial, call center, operações de terra, vendas, qualidade, entre outros, estão a ser organizados com vista à prestação de um “serviço de qualidade, com enfoque na pontualidade, regularidade e serviço”.

Na fase inicial, o quadro de pessoal da Binter CV contará, ao início, com cerca de 80 profissionais, constituído, na sua maioria, por cabo-verdianos, muitos deles formados pela BINTER nas ilhas Canárias.

A empresa prevê também contratar mais pilotos e tripulantes de cabine com a chegada de outros aparelhos no futuro.

O relacionamento da Binter com Cabo Verde iniciou-se em 2012, quando começou a operar voos diretos entre os dois arquipélagos, estando atualmente a voar duas vezes por semana para Cabo Verde, todas as terças e sextas-feiras, numa operação triangular que tem como destinos as ilhas do Sal e de Santiago.

A apresentação formal da Binter Cabo Verde está prevista para 14 de novembro  próxiimo, num ato que vai contar com a presença do presidente do Governo Regional das Canárias, Fernando Clavijo, do presidente da Binter, Pedro Agustin de Castillo, além das principais autoridades cabo-verdianas.

A anteceder a entrada no mercado de uma nova companhia nas operações domésticas, a Agência de Aviação Civil (AAC) de Cabo Verde aprovou uma proposta do regulamento de tarifas máximas a serem praticadas pelas transportadoras aéreas licenciadas nos percursos entre ilhas do país.

Este regulamento, já publicado no Boletim Oficial, surge numa altura em que se espera pela entrada, ainda antes do final do ano de 2016, de uma nova transportadora aérea, a Binter Cabo Verde, que vai fazer concorrência à única Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV) a funcionar neste momento no país com voos inter-ilhas.

O regulamento aprovado pela AAC, entidade que supervisiona o setor da aviação civil em Cabo Verde, fixa as condições aplicáveis para a aprovação das tarifas máximas por linha ou rede de linhas e o registo de tarifas do transporte aéreo regular doméstico de passageiros pelas transportadoras aéreas.

Fonte: Panapress

Notícias

Ponta Calhetona recebeu investimentos de cerca de 12 mil contos

NOSi Akademia recebe mais 48 estagiários

Cabo Verde Airlines começa hoje a ligar as ilhas

Ribeira das Patas Porto Novo: Grupos de mulheres apostam na transformação de frutas para garantir auto-emprego

Cabo Verde Airlines reforça voos para Lisboa com chegada de Boeing 737-300