BCV prevê aumento do PIB próximo dos 4% em 2018

O BCV perspectiva também que a actividade económica deverá continuar a ganhar ímpeto em 2018, impulsionada principalmente pela procura interna.

O Banco de Cabo Verde (BCV) prevê um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em volume em Cabo Verde, próximo do limite superior do intervalo fechado de 4% tanto para 2017 como para 2018.

A performance favorável da economia nacional no primeiro semestre, as melhores perspectivas quanto ao contexto externo e as orientações das políticas macroeconómicas sustentam o cenário de crescimento económico próximo de 4%, tanto para 2017 como para 2018”, diz o relatório da política monetária, divulgado esta terça-feira, 03, pelo BCV.

No relatório o BCV explica que a revisão em alta das perspectivas de crescimento para 2017 reflecte a maior dinâmica, observada até o final do primeiro semestre, do investimento privado financiado com capital externo e interno e do consumo privado.

“As estatísticas e indicadores de tendência da actividade apontam para a manutenção de um quadro de retoma da dinâmica económica no primeiro semestre, ancorada num contexto externo mais favorável ao crescimento da procura turística e do investimento directo no país e numa conjuntura de contínua melhoria do clima económico e aumento da oferta de crédito”, garante o BCV.

Esta situação, acrescenta, estará a traduzir o efeito desfasado do aumento da população empregada registada em 2016, bem como a recuperação mais lenta dos preços no consumidor e o crescimento consistente do crédito ao consumo.

Entretanto, sublinha que assente na expectativa de aceleração da execução das despesas no segundo semestre do ano, o consumo e o investimento públicos deverão contribuir, também, positivamente para o crescimento económico.

Acrescenta que a evolução muito favorável das exportações de viagens e transporte no primeiro semestre do ano e a expectativa de recuperação das exportações de pescado, na segunda metade do ano, sustentam a perspectiva de um contributo menos negativo da procura externa líquida para o crescimento, não obstante a revisão em alta da projecção das importações de bens e serviços, para acomodar o comportamento esperado da procura global.

“Do lado da oferta a revisão em alta é explicada em larga medida pelo desempenho da indústria transformadora e de alojamento e restauração, bem como pela recuperação, acima das expectativas, do comércio, que cresceu no primeiro trimestre do ano no ritmo mais acelerado desde o quarto trimestre de 2011”, explica o BCV no documento.

Por outro lado, indica que o contínuo fortalecimento do sentimento económico e do volume de negócios das empresas, bem como o nível crescente da arrecadação de impostos indirectos, sustentam, de igual modo, as perspectivas mais optimistas para 2017.

O BCV perspectiva também que a actividade económica deverá continuar a ganhar ímpeto em 2018, impulsionada principalmente pela procura interna.

“A formação bruta de capital fixo deverá manter‐se dinâmica, pese embora algum abrandamento devido ao efeito de base, com a contínua execução de projectos de investimento directo estrangeiro em curso e com o arranque de outros”, aponta.

A esta situação acresce‐se também a perspectiva de melhoria das condições de acesso ao mercado de crédito, em função da operacionalização de mecanismos de mitigação de riscos e reforço da capacidade dos empreendedores, entre outras iniciativas públicas e privadas visando a melhoria do ambiente de negócios no país.

O BCV salienta ainda que o contributo do consumo privado para o crescimento económico deverá aumentar, justificado pelo alargamento dos rendimentos de trabalho e de empresas e propriedades, traduzindo os efeitos desfasado e contemporâneo do contínuo aumento da taxa de ocupação da população activa e melhor desempenho do sector empresarial, num contexto de redução das remessas de emigrantes e crescimento ligeiramente inferior dos preços no consumidor.

“O aumento da oferta turística, as perspectivas de redução da inflação importada e de algum abrandamento do volume de importações de mercadoria deverá traduzir‐se num contributo menos negativo da procura externa líquida para o crescimento económico em 2018”, realça o relatório.

Fonte: A Nação

Notícias

Banana de Santa Cruz poderia abastecer mercado turístico de Sal e Boa Vista

UNESCO recomenda a Cabo Verde ratificação de convenções sobre património imaterial

Comércio entre a China e os países lusófonos sobe 30,2% até Agosto

ONU alerta para esforço comum para atingir o desenvolvimento sustentável em 2030

IV fórum Mundial de Desenvolvimento Local: Presidente alerta que o mundo tem recursos para travar perdas no desenvolvimento humano e social e reduzir privação

Subsecretária-geral da ONU enaltece “história de sucesso” de Cabo Verde em matéria de desenvolvimento

Fórum vai trazer o mundo para Cabo Verde – representante das Nações Unidas

Secretária-Adjunta do Secretário Geral das Nações Unidas inicia hoje uma visita de três dias

Senegal apoia candidatura de Cabo Verde à Comissão da CEDEAO

PR participa na conferência que assinala Dia da Cultura e das Comunidades Cabo-verdianas em Portugal

Santiago: Calheta de São Miguel acolhe VI Encontro Técnico da Rede Temática da Proteção Civil 2017

Antigo Seminário de S. Nicolau: Gualberto do Rosário sugere a criação da Universidade Católica de Cabo Verde

Director-geral do Turismo e Transportes demite-se do cargo

Porto Novo: Governo avança com 60 mil contos para construção da estrada de acesso à Chã de Branquinho

Governo anuncia plano de emergência para responder à seca

Praia acolhe workshop sobre o “Estudo da Situação da Justiça em Cabo Verde”

Santo Antão: Grogue do Tarrafal de Monte Trigo já está a ser engarrafado para exportação

BCV prevê aumento do PIB próximo dos 4% em 2018

Governo sensível às questões da Diáspora cabo-verdiana

Cabo Verde nomeia embaixadores urbanos para sensibilizar nas questões de habitação

Santo Antão: Época alta do turismo arranca com os operadores optimistas

Ilha do Sal foi palco da 1ª edição da Gala “Cabo Verde Tourism Awards”

Fogo: Cerca de 110 mil contos dispensados aos municípios para o Turismo até 2021

Dia Mundial do Turismo comemorado sob o lema “Turismo sustentável, uma ferramenta para o desenvolvimento”

JPAI promove conversa aberta sobre Educação como Arma para o Desenvolvimento

Cabo Verde na Feira Internacional do Turismo Top Resa em Paris

Governo de Piemonte oferece unidade de produção de ração aos produtores do Planalto Norte de Santo Antão

Queijo de Santo Antão premiado em Itália

Santa Catarina: Terminal rodoviário estará pronto em Outubro

Boa Vista: Câmara Municipal e SDTIBM promovem semana de empreendedorismo