As mais fantásticas praias de África. Cabo Verde tem duas na lista e a melhor cotada não é a que está à espera

Com o calor a apertar as sugestões para destinos de férias fazem título em sites e publicações sobre turismo e viagens. A Flight Network, colectivo de agentes e publicações ligadas ao turismo, elaborou uma lista com as praias “mais fantásticas de África”, edição 2018. Cabo Verde conseguiu dois lugares entre as 50 escolhidas e a que está em melhor posição é uma surpresa.

Nem Santa Maria, nem Santa Mónica, e também não a praia de Mangue (Tarrafal), frequentemente apontadas como ex-libris do turismo de praia em Cabo Verde. A praia mais bem avaliada de Cabo Verde surge na 28ª posição deste ranking e é a praia de Fonte Bila (Ilha do Fogo), identificada como Praia de São Filipe.

“Um oásis seguro para quem deseja nadar em águas azuis, que banham as areias negras desta praia. A paisagem conta ainda com um vulcão ativo”, descreve a publicação.

Santa Mónica (ilha da Boa Vista), também tem lugar na lista mas queda-se pela penúltima posição (49º) porque, “embora possa a ser a praia mais deslumbrante de Cabo Verde, tem uma extensão de areia e mar de mais de 9km”  e sem vegetação.

Seicheles tem a praia número um da lista, a Anse Source d'Argent, onde a temperatura média da água é de 27ºC, e tida por uma das praias mais fotografadas do mundo. Outras quatro praias deste arquipélago estão entre as 30 melhores.

A África do Sul, com seis praias entre as 30 melhores é um dos destinos mais citados, seguida de perto pelas Maurícias. A nível dos PALOP, Moçambique é o melhor cotado, com três praias indicadas entre as 30 melhores.

O ranking, apresentado como o mais extenso catálogo de praias africanas jamais compilado, foi elaborado a partir das opiniões de 1200 jornalistas, editores, bloggers e agências.

“Essa perceção especializada garantiu que a nossa lista de praias africanas seja precisa e confiável, guiando os viajantes para destinos deslumbrantes que certamente agradarão”, diz a publicação.

Critérios como “Beleza intocada pura”, “Isolamento”, “Qualidade da Água e da Areia”, “Dias de Sol por Ano” e “Temperatura Média da Água” foram os considerados na avaliação das praias. 

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis