Antigo líder do MpD eleito novo presidente do Parlamento cabo-verdiano

O deputado e antigo líder do Movimento para a Democracia (MpD), Jorge Santos,  foi eleito, quarta-feira, como o novo presidente da Assembleia Nacional cabo-verdiana (Parlamento), na primeira sessão parlamentar após as eleiões legislativas de 20 de março, apurou a PANA na cidade da Praia.

Jorge Santos substitui no cargo Basílio Mosso Ramos, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), e foi eleito com 63 votos a favor, seis contra e duas abstenções, do total dos 72 deputados que compõem o Parlamento cabo-verdiano.

Jorge Pedro Maurício dos Santos, 54 anos, foi eleito deputado pelo círculo eleitoral de Santo Antão, de onde é natural, como cabeça de lista do MpD. Na legislatura anterior foi também deputado, mas eleito pelo círculo eleitoral da ilha de São Vicente.

Engenheiro de formação, Jorge Santos já foi presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santo Antão, segundo vice-presidente da mesa da Assembleia Nacional, presidente do MpD entre 2006 e 2009 e é membro do Parlamento Pan-Africano.

Ele vai ser o sexto presidente do Parlamento cabo-verdiano, depois de Abílio Duarte, Amílcar Spencer Lopes, António Espírito Santo, Aristides Lima e Basílio Ramos.

Neste nova composição da Mesa da Assembleia Nacional, Jorge Santos chefia uma equipa integrada por Austelino Correia Tavares (MpD) como primeiro vice-presidente e Eva Ortet (PAICV) como segundo vice-presidente, enquanto Jorge Nogueira e Mircéa Delgado (MpD) e Américo Nascimento (PAICV) foram eleitos secretários.

A Comissão Permanente fica constituída por Rui Alberto Figueiredo Soares (MpD), Rui Semedo (PAICV) e João dos Santos Luís (UCID).

Nesta IX Legislatura, o MpD conta com 40 deputados num universo de 72 (maioria absoluta), o PAICV com 29 e a UCID com três.

Fonte: Panapress

Notícias

Fundação Maio Biodiversidade há 12 anos a preservar a riqueza natural da ilha

Produtos hortícolas de Cabo Verde têm menos pesticidas do que os importados, explica director nacional do Ambiente

Santo Antão: Vinda de turistas islandeses à ilha confirma que turismo local está a conquistar novos mercados na Europa

Cabo Verde precisa de um quadro regulatório mais forte de integração entre a biodiversidade e o turismo

Sal: Praia de Santa Maria poderá hastear Bandeira Azul dentro de três anos – Biosfera1