São Vicente acolhe 3ª mesa redonda sobre turismo urbano, cultural e náutico

É já esta quinta-feira,30, prolongado-se até o dia 31 deste mês, que acontece a 3ª mesa redonda sobre “turismo urbano, cultural e náutico”, em Mindelo, São Vicente. Patrocinado pelo Governo de Cabo Verde, através do Ministério da Economia e Emprego e da Direcção Geral do Turismo e Transportes, conta com a pereceria da Câmara Municipal de São Vicente e da Câmara do Turismo de Cabo Verde. Tem por fim analisar - junto das Câmaras municipais, instituições ligadas ao turismo, investidores e operadores locais -, propostas de solução para o desenvolvimento futuro, nos sectores de infra-estruturas, planeamento, requalificação urbana, segurança, saúde, saneamento, energia, água e educação.

A organização desta mesa redonda terá três painéis temáticos, com foco nas oportunidades e nos desafios para a construção de um turismo urbano e cultural rentável e sustentável, nas propostas para o desenvolvimento do turismo náutico em Cabo Verde e nas formas de financiamento do turismo e da participação da classe empresarial nacional.

Irlando Ferreira (Ministério da Cultura), César Freitas (Ordem dos Arquitectos), Linda Pereira (CPL Events), Jorge Maurício (Enapor), Silvestre Évora (ordem dos Advogados), Jean Yves Audrain (ECOPLAGE), Paulino Dias (PD Consult Lda), José Almada Dias (Empresário) e Carlos Baessa Chaves (BAI Cabo Verde), são os principais oradores desta terceira mesa redonda. Acomtece depois da realiza na Boa Vista, em janeiro, que tratou do turismo dedicada ao segmento sol e praia, e a de Santo Antão, que incidiu sobre o turismo rural e de natureza.

Para a organização do evento, a escolha de São Vicente para esta mesa redonda tem a ver com as suas características de ilha urbana, “com um cosmopolitismo que lhe advém da sua tradição de cidade-porto, com forte ligação ao mundo e à economia marítima”

Entende o Ministério da Economia e Emprego que são necessários muitos desafios para que Cabo verde tenha um turismo sustentável, equilibrado, inclusivo e que vá de encontro às gerações vindouras. “É já consensual que o turismo deverá ser o pilar do desenvolvimento económico de Cabo Verde e, neste momento, todas as ilhas e concelhos ambicionam ter o seu quinhão desta actividade transversal que arrasta toda a comunidade”, refere-se.

Como resultados desta mesa redonda, o Ministério da Economia e do Emprego espera recolher subsídios necessários que orientem o desenvolvimento do turismo nacional e encontrar um ponto de equilíbrio na relação deste sector com o meio ambiente e com o património histórico material e imaterial, “de modo que a atractividade dos recursos naturais não sejam a causa da sua degradação a nível do país”.

Fonte: A Semana

Notícias

Primeira edição de Festival de curtas-metragens apresentada em Mindelo

Empresas alemãs procuram parceiros cabo-verdianos no sector do turismo e energias renováveis

Cabo Verde vai implementar em 2019 projecto subaquático “Margullar” – garante Jair Fernandes

Santa Catarina: Livro “Histórias da História de Santiago” vai ser apresentado quarta-feira em Assomada

Biosfera alerta para atentados à biodiversidade

Livre circulação no topo da agenda da Cimeira do Sal

Duas décadas de estabilidade e de credibilidade para a moeda cabo-verdiana

PR diz ser preciso acarinhar e preservar a língua portuguesa

IGRP Web do NOSi entre o TOP 50 de inovações em África

Cabo Verde e Brasil poderão colaborar a nível do turismo de aventura e comércio de vinhos

Tecnologias: Cinema da Praia recebe a 2ª edição do TEdx Praia

O turismo não pode estar de costas voltadas para as populações

Universidades cabo-verdianas ainda se assemelham aos liceus – reitor da Uni-Piaget

Ilha do Fogo: Universidade de Santiago promove a partir de sábado a IX edição do “Rotas do Arquipélago”

Santo Antão: Aumento do turismo trouxe novas oportunidades de negócios ainda pouco exploradas na ilha – Raízes

Ilha do Fogo: Empresários brasileiros na ilha para desenvolvimento de parcerias no sector do turismo rural

Cabo Verde não vai pedir assistência financeira ao FMI, afirma ministro das Finanças

Governo português analisa entrada da CGD no Fundo Soberano de Cabo Verde

Investigador defende que é necessário entender as reais necessidades da oceanografia costeira

Herança cultural da Europa vem da mistura da cultura com a África – Embaixadora da UE em Cabo Verde

Santiago Norte: Projecto-piloto propõe turismo sustentável que beneficie empresas locais e comunidade

Porto Novo: Fundo do Turismo recupera ex-edifício camarário para receber centro de interpretação turística

​Isenção total de vistos é objectivo comum, mas há muito caminho a percorrer

Cabo-verdianos não conseguem poupar e não querem comprar casa nem carro

Cabo Verde perde um milhão de turistas por falta de acessibilidades - FECAD

Oásis Atlântico lança projecto turístico no Tarrafal

Criada comissão conjunta para desenvolver projecto de Turismo Seguro para a ilha de Santiago

São Vicente/Economia Marítima: Técnicos chineses na ilha para planeamento da 1ª fase da Zona Especial

Santo Antão: Projecto Raízes concluí caracterização dos caminhos vicinais que vão formar rotas turísticas na ilha

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo