São Vicente: 21ª FIC com 100 expositores 53% dos quais de operadores de Cabo Verde

A 21ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) arranca nesta quarta-feira com cerca de 100 expositores, 53% cabo-verdianos, 41% portugueses e os restantes do Brasil e da China.

As informações foram avançadas hoje pelo presidente da FIC, Gil Costa, durante uma conferência de imprensa realizada no Mindelo, conjuntamente com o secretário-geral da Câmara do Comércio do Barlavento, Adriano Cruz.

A decorrer de 15 a 19 de Novembro no Pavilhão da Laginha, sob o lema “Cabo Verde o hub para a África Ocidental”, a cerimónia da abertura será presidida pelo Ministro de Economia e Emprego, José Gonçalves.

Segundo Gil Costa, a feira está estruturada em três pilares, sendo o principal e “não mais importante”, a natural montra de produtos e serviços distribuídos pelos 200 stands, numa área feiral de 300 mil metros quadrados.

O presidente da FIC frisou ainda que dos 53% de empresas cabo-verdianas presentes na feira, uma boa parte delas é de capital estrangeiro.

“Os dois demais pilares são os encontros de Negócios denominadas Business to Business (B2B)  e ainda as jornadas temáticas  que serão  alusivas a temas diversos, relacionadas com o mundo empresarial” acrescentou Gil Costa.

De acordo com a programação das jornadas temáticas apresentada pelo secretário-geral da Câmara de Comércio do Barlavento e que decorrerão paralelamente à feira, haverá apresentações técnicas, palestras e painéis de debates, com particular destaque para a internacionalização de empresas para a sub-região africana a CEDEAO.

Os instrumentos financeiros de suporte às iniciativas empresariais, bem como a logística de transportes, são outros temas de destaque, reunindo assim e em torno desta edição, todos os intervenientes que possam facilitar a afirmação de Cabo Verde enquanto um Hub natural para a África Ocidental.

“No dia 17 os expositores terão a oportunidade de participar numa visita guiada pelos três municípios da ilha de Santo Antão. Uma oportunidade de conhecerem um pouco da realidade da ilha, principalmente no que tange ao sector do turismo de montanha e manter encontros com as Câmaras Municipais de modo a vislumbrarem oportunidades de investimentos”, avançou Adriano Cruz.

Em termos orçamentais, a edição 2017 da FIC teve um acréscimo de 37%, com a entrada de 10 mil contos do orçamento da organização e mais sete mil contos de investimentos feitos pelos expositores, totalizando os 17 mil contos.

Em termos de visita a organização da FIC tem estipulado uma media diária de 2000 pessoas, totalizando cerca de 10 mil visitantes durante os 05 dias da feira, o que representa, segundo Gil Costa, um aumento em torno de 19% comparativamente à edição de 2016.

O aumento das parcerias quer institucionais quer empresariais é outro ponto diferenciador  nesta 21ª edição da FIC, segundo a mesma fonte, com destaque para um acordo de cooperação assinado durante a conferência de imprensa entre a FIC e  a uma das seguradoras nacionais que passa a assegurar os expositores durante o evento.

A Feira Internacional de Cabo Verde é uma feira multi-sectorial anual que constitui o maior evento comercial com dimensão internacional em Cabo Verde.

Fonte: Inforpress

Notícias

Só é património aquilo que temos hoje. Património é Presente

Câmara de Turismo de Cabo Verde vai ser transformada em Federação das Associações de Turismo

“MEETUP TREKKING” São Nicolau: Descobrir a cultura e as vivências locais, caminhando

Hilton Cabo Verde Sal Resort conquista dois prémios no World Travel Awards 2018

9ª edição do Cabo Verde International Film Festival arranca hoje: Firmeza abre o festival