Santo Antão: Aumento do turismo trouxe novas oportunidades de negócios ainda pouco exploradas na ilha – Raízes

O turismo, que tem estado a aumentar, nos últimos anos, em Santo Antão, tem gerado novas oportunidades de negócios em áreas directa ou indirectamente ligadas ao sector, como artesanato, comércio e transformação agro-alimentar, porém, ainda pouco exploradas.

A constatação é da direcção do projecto Raízes (Redes Locais para o Turismo Sustentável e Inclusivo em Santo Antão), que alerta para “uma reduzida capacitação” com que os empreendedores santantonenses iniciam novos negócios que, uma vez não apresentando resultados suficientes, acabam por ser abandonados.

Como forma de preencher esta lacuna, o projecto Raízes, co-financiado pela União Europeia, em 660 mil euros (72 mil contos), inicia, a partir desta sexta-feira, no Porto Novo, uma acção de formação destinada a empreendedores com ideias de negócios em áreas como artesanato e transformação de produtos agro-alimentar, “ainda pouco exploradas”.

O comércio local tem, também, no turismo um grande potencial de negócio, pois cada vez mais os visitantes procuram experienciar o que torna única a região que visitam”, avançou Dilma Gomes, da direcção do projecto Raízes, com sede no Porto Novo.

A pertinência desta formação prende-se com a reduzida capacitação com que os empreendedores iniciam novos negócios que, não gerando receitas suficientes, são abandonados a médio prazo”, explicou a técnica.

A formação, que tem uma duração de 30 horas, visa a capacitação dos empreendedores na concepção de planos de negócios, ferramenta imprescindível para a criação de negócios sustentáveis.

O projecto Raízes pretende, assim, estimular o empreendedorismo e capacitar novos empreendedores para o desenvolvimento de negócios sustentáveis na área do turismo.

A formação dos agentes turísticos, a valorização do património natural, a promoção das potencialidades turísticas, a promoção do artesanato, a certificação dos produtos locais (grogue e outros) são algumas das acções previstas no âmbito do projecto Raízes, na fase de implementação desde Setembro de 2017.

Mais de 26 mil turistas visitaram Santo Antão em 2017, registando um crescimento de 23,8% em relação a 2016 e, a avaliar pela “grande movimentação” de turistas que se tem registado, nesta ilha, os operadores acreditam que o turismo vai continuar a crescer nesta região.

Fonte: InforPress

Notícias

Ponta Calhetona recebeu investimentos de cerca de 12 mil contos

NOSi Akademia recebe mais 48 estagiários

Cabo Verde Airlines começa hoje a ligar as ilhas

Ribeira das Patas Porto Novo: Grupos de mulheres apostam na transformação de frutas para garantir auto-emprego

Cabo Verde Airlines reforça voos para Lisboa com chegada de Boeing 737-300