Santo Antão: Amipaul defende elaboração da carta de turismo para ilha

A Associação dos Amigos do Paul (Amipaul) tem estado a defender a necessidade se elaborar de uma carta de turismo para Santo Antão, com o objectivo de proteger e gerir, de forma sustentada, os recursos turísticos existentes na ilha.

Essa preocupação, já por algumas vezes, levantada em fóruns relacionados com o turismo na ilha, consta, também, de um estudo sobre o turismo rural em Santo Antão, que considera, igualmente, “essencial” a elaboração da carta do turismo para esta região.

A Amipaul entende, igualmente, como “fundamental” a promoção dos desportos de natureza e aquáticos em Santo Antão e propõe a realização, nesta ilha, de um encontro internacional de canyoning, para debater esses tipos de actividades, capazes de alavancar o turismo na “ilha das montanhas”.

Nesse estudo, a Amipaul sugere ainda a criação, em Santo Antão, de um centro de formação profissional no domínio do turismo, com vista a reforçar a capacidade de intervenção das associações e agentes turísticos locais nesse sector emergente de enorme potencial para esta ilha.

A transformação agro-alimentar e certificação dos produtos constituem outros desafios que se colocam ao turismo em Santo Antão, ilha que, segundo a Amipaul, necessita ainda, de um plano turístico global e integrado articulado as ilhas da Boa Vista e do Sal, os principais mercados para os excedentes santantonenses.

Fonte: InforPress

Notícias

As razões da queda do turismo cabo-verdiano

Sal recebe 37% dos recursos do Fundo do Turismo - PM

Projectos financiados pelo BADEA ultrapassam seis milhões de contos

Grupo TUI constrói hotel de cinco estrelas no Sal