Quase 80% da flora endémica está em risco de extinção

Cerca de 20% das espécies existentes em Cabo Verde estão ameaçadas, e 78% da flora endémica encontra-se em vias de extinção, revelou terça-feira o diretor nacional do Ambiente, Alexandre Nevsky.

Em declarações, no âmbito do Dia Internacional da Biodiversidade, celebrado ontem, o responsável revelou que dados oficiais de 2015 indicam que, de uma forma geral, 20% das espécies em Cabo Verde estão ameaçadas. O último estudo sobre a flora terrestre revela que 78% da flora endémica está ameaçada de extinção, números esses que, no seu entender, são preocupantes e exigem medidas que garantam a sua proteção.

Segundo Alexandre Nevsky, uma das maiores ameaçadas tem a ver com introdução de espécies exóticas, de carácter invasor. No seu entender, é necessário reforçar o controlo das fronteiras, no sentido de tentar evitar a entrada dessas espécies.

As autoridades nacionais estão a trabalhar em conjunto com o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA) na criação de uma base de dados da biodiversidade e de investigadores existentes no país.

O Dia Internacional da Biodiversidade foi proclamado pelas Nações Unidas a 22 de Maio de 1992, e visa alertar a população para a necessidade e importância da conservação da diversidade biológica.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”