Pedro Lopes participa no primeiro programa da Fundação Obama em África Detalhes

O Secretário de Estado Adjunto para a Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, foi selecionado, entre os 10 mil candidatos, para fazer parte do lançamento do primeiro programa em África da Fundação Obama. A iniciativa lançada pelo Presidente Obama e pela sua esposa Michelle Obama, tem como objetivo encetar esforços para apoiar e desenvolver a próxima geração de líderes.

A Fundação Obama está comprometida com o crescimento de sua rede global de agentes de mudança e inovadores que procuram promover mudanças nos seus países e no seu Continente.

Este programa que é o primeiro em África da Fundação Obama fornecerá aos líderes africanos de diversas origens, as habilidades necessárias para criar mudança - através de sessões plenárias, oficinas de solução de problemas, treinos técnicos e desenvolvimento de liderança – durante uma formação intensiva de cinco dias em Joanesburgo (África do Sul). Posteriormente, o treino continuará com um programa de um ano, no qual os participantes terão acesso a recursos on-line, formações lideradas por especialistas do setor e acompanhamento da equipa da Fundação Obama.

O Presidente Obama estará com os selecionados, que ocupam cargos de liderança a nível empresarial, governamental e na sociedade civil, em Joanesburgo durante os cinco dias da formação, para ouvir as experiências dos selecionados e ouvir sobre o trabalho que estes estão a realizar.

Homenagem a MandelaNa sua estadia na África do Sul, o Presidente Obama fará também a 16ª Palestra Anual de Nelson Mandela. Em homenagem ao 100º aniversário do nascimento de Madiba, o tema da palestra será "Renovando o Legado Mandela e Promovendo a Cidadania Ativa em um Mundo em Mudança".

Lembra-se que em Abril, Pedro Lopes, de 32 anos, foi selecionado para integrar a Lista Global das 100 Pessoas mais Influentes de Ascendência Africana – MIPAD 100. A sua escolha deveu-se ao trabalho realizado na sociedade civil, nomeadamente com a liderança da organização de empoderamento juvenil, Geração B-Bright; pela licença internacional para organizar o primeiro TEDx de Cabo Verde; pela participação no Programa de Jovens Líderes Africanos – Mandela Washington Fellowship; pela eleição para o Conselho Consultivo da África Ocidental do YALI; pelo seu percurso profissional e por ser um dos mais jovens membros de um Governo no continente Africano.

Fonte: A Semana

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal