Padre António Vieira esteve no arquipélago por ocasião do Natal de 1652, revelam as “Cartas de Cabo Verde

O lendário Padre António Vieira, conhecido pela sua capacidade oratória, esteve em Cabo Verde por ocasião do Natal de 1652, revelam as “Cartas de Cabo Verde” deste sacerdote português que portou Cidade Velha, a caminho do Brasil.

Em entrevista ao jornal A Nação desta quinta-feira, 21, o professor de teoria Literária de Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil), Leandro Garcia, disse que as “Cartas de Cabo Verde” constituem um “importante testemunho” do que era a ilha de Santiago no século XVII.

O especialista em epistolografia diz que em Cabo Verde António Vieira produziu dezenas de cartas, um género literário em que ele é tido, ainda hoje, como um mestre, à semelhança dos sermões, por exemplo, o Sermão da Sexagésima e o Sermão de Santo António aos Peixes.

“O Padre António Vieira esteve em Cabo Verde no Natal de 1652, saiu de Lisboa em direcção ao Maranhão no Brasil”, afirmou Leandro Garcia, citando relatos do sacerdote segundo os quais, a meio do caminho, foram atacados por piratas perto do arquipélago e, por isso decidiram fazer uma “paragem estratégica”.

Segundo as pesquisas de Leandro Garcia, António Vieira terá passado cerca de 20 dias na Ribeira Grande, hoje Cidade Velha, património da humanidade.

Durante esse período, escreve o A Nação, Vieira escreveu um conjunto de cartas, chamadas “Cartas de Cabo Verde”, documentos esses que, até hoje, são pouco ou nada conhecidos.

“Achamos que ele deve ter escrito cartas todos os dias, porque enviou cartas para o Rei de Portugal, para o superior geral da Companhia de Jesus em Roma, para o provincial dele jesuíta em Lisboa e para o Bispo do Japão que era jesuíta em Tóquio”, revela o investigador.

Para Leandro Garcia, essas cartas, que foram publicadas ainda em vida pelo próprio Vieira, no século XVII, encontram-se actualmente dispersas.

“São publicações muito antigas e só podem ser encontradas em bibliotecas antigas ou da especialidade”, precisou, acrescentando que encontrou alguns originais no arquivo da Companhia de Jesus em Roma, no arquivo da Companhia de Jesus em Lisboa e no arquivo da Companhia de Jesus do Brasil que fica no Rio de Janeiro.

De acordo com o pesquisador, as Cartas de Cabo Verde são um “resumo” daquilo que o seu autor viu em Santiago, mais concretamente na Ribeira Grande, ao tempo um importante interposto do comércio negreiro em África.

“Ele fala da musicalidade, da abertura do cabo-verdiano, já naquela época, para a música, ele escreve que o cabo-verdiano tinha um particular talento para a música, que tinha dotes musicais. E diz também que os padres que encontrou cá eram muito zelosos, que faziam bom trabalho de evangelização”, afirmou Leandro Garcia.

O Padre António Vieira, segundo reza a história, de passagem pela Ribeira Grande de Santiago, assegurou ter encontrado, na primeira cidade europeia nos trópicos, padres “negros como azeviche”, tão doutos de fazer inveja aos seus pares em Lisboa.

Fonte: InforPress

Notícias

Candidaturas para 3ª edição do Prémio Literário UCCLA decorrem até 31 de Janeiro

Praia: Ordem do Médicos realiza o seu terceiro Congresso Internacional e o oitavo Congresso Médico Nacional

Leão de Prata de Veneza para cabo-verdiana Marlene Freitas

UE financia projeto de turismo solidário e sustentado na ilha cabo-verdiana do Maio

Santo Antão: Em carteira investimentos de nove mil contos recuperação dos percursos turísticos no Porto Novo

Estudo aponta Cabo Verde como um dos três países de África livre de conflitos armados

Jornalistas cabo-verdianos abraçam causa da violência sexual contra crianças e adolescentes

Tarrafal: Governo vai investir nas potencialidades do concelho para “abrir as portas” ao seu desenvolvimento

Santo Antão: Operadores voltam a mostrar preocupação quanto à implementação da Rota das Aldeias Rurais

Sara Alhinho e Clément Burelle apresentam “Mosaico de Sentimentos” na Praia

Reguladora da aviação quer implementar stopover em Cabo Verde

FAO desembolsa $ 16,3 milhões para projetos de desenvolvimento em Cabo Verde

O desenvolvimento das Maurícias como exemplo para Cabo Verde

FAO assina com Governo Quadro de Programação do País 2018-2022 no valor de 16.3 milhões de dólares

Ilha do Maio: Investidores chineses interessados no mercado turístico na ilha

Delegação empresarial chinesa visita São Vicente com Zona Económica Especial na mira

Governo quer que todos sejam parte das soluções para o país

Governo assina acordo de colaboração com instituições religiosas de solidariedade social

Ministério das Finanças promove 1˚ Encontro com a Juventude sobre a Economia Digital

Governo vai assinar convenção de estabelecimento com TRG Praia para construção de hotel Hilton na capital

Pequenos empreendimentos turísticos vão receber apoio e assistência técnica para obterem o selo de qualidade – IGQPI

Cabo Verde lidera lista de lugares que CNN recomenda visitar em 2018

PIB de Cabo Verde aumenta 4,9% no terceiro trimestre de 2017

Ilha do Sal: Taxa ocupação hotéis aproxima-se dos 100%

Porto Novo: Produtores do queijo tradicional apostam na afirmação internacional do produto galardoado com “Slow Cheese Award”

Padre António Vieira esteve no arquipélago por ocasião do Natal de 1652, revelam as “Cartas de Cabo Verde

Ministério da Cultura e Câmara de Santa Cruz assinam protocolo para promoção do património nacional

Ilha do Fogo: Estudo sobre viabilidade técnica para iluminação do aeródromo de São Filipe será realizado em 2018 – PCA ASA

Cabo Verde foi o destino mais pesquisado no google no Reino Unido em 2017

Número dois do governo compromete-se a estar próximo das empresas

Governo remodelado: Fim do executivo pequeno com a entrada de mais oito elementos e manutenção dos atuais membros