Obra de Dina Salústio entre os finalistas ao Prémio PEN de tradução

O romance "A Louca de Serrano”, de Dina Salústio, está entre os finalistas ao Prémio PEN de tradução, que engloba escritores de 17 países e dez idiomas. O romance da cabo-verdiana é um de dois livros de língua portuguesa na lista final. “A Resistência”, do escritor brasileiro Julián Fuks, é o outro finalista.

Estas são as duas únicas obras em língua portuguesa que constam da lista de finalistas deste prémio, sendo a de Julián Fuks – “Resistance” - traduzida para o inglês por Daniel Hahn, na editora Charco Press, e a de Dina Salústio – “The Madwoman of Serrano” – traduzida por Jethro Soutar, na editora Dedalus Books. 

O livro de Julián Fuks, que venceu o Prémio Saramago 2017, encontra-se editado em Portugal pela Companhia das Letras, mas o de Dina Salústio não foi publicado no mercado português.  

De acordo com um comunicado da organização, entre os finalistas do prémio PEN de tradução incluem-se colecções de poesia do Caribe, Indonésia, Holanda e Irão, romances do Sudão e Síria, e auto-ficção do Peru. 

Segundo Sarah Ardizzone, co-presidente do comité Writers in Translation, “pela primeira vez, a maioria dos títulos vencedores é de mulheres, incluindo a primeira romancista de Cabo Verde a ser traduzida para o inglês”. 

A responsável destacou ainda a “diversidade de talentos”, destacando as obras vindas do mundo árabe, “o risco ousado” de pequenos editores independentes, “a variedade de géneros” e novas vozes, como uma tónica revitalizante: “é uma lista que não pode ser traduzida rapidamente para o idioma inglês”.

Theodora Danek, responsável pelo programa Writers in Translation, destacou, por sua vez, que o  PEN Clube Inglês acredita “que a escrita deve cruzar fronteiras e ser acessível a todos”. 

“Sem internacionalização e tradução, a diversidade literária é incompleta”, afirmou, justificando a importância deste prémio para conseguir fazer chegar novas vozes aos leitores no Reino Unido e no mundo anglófono, e para garantir que os tradutores sejam adequadamente pagos pelo seu trabalho. 

“Acima de tudo, estamos entusiasmados com a oportunidade de ler histórias que, de outra forma, não conseguiríamos ler”, acrescentou. 

Os livros são selecionados para os prémios PEN de tradução com base na “excelente qualidade literária, na força do projeto editorial e na contribuição para a diversidade literária no Reino Unido”. 

Os restantes finalistas são “The Distance between Us”, de Renato Cisneros, “The Sea Needs No Ornament”, de vários autores, “The Book of Cairo”, de Raph Cormack, “Negative of a Group Photograph”, de Azita Ghahreman, “My Name is Adam”, de Elias Khoury, “Song of Stars”, de Guus Luijters, “Thirteen Months of Sunrise”, de Rania Mamoun, e “Where the Wild Ladies Are”, de Aoko Matsuda. 

A fechar a lista, contam-se ainda “Hurricane Season”, de Fernanda Melchor, “Sergius Seeks Bacchus”, de Norman Erikson Pasaribu, “To Leave with the Reindeer”, de OliviaRosenthal, “Singer in the Night”, de Olja Savičević, “The Remainder”, de Alia Trabucco Zerán, “The Frightened Ones”, de Dima Wannous, e “Zuleikha”, de Guzel Yakhina.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde e Holanda reforçam cooperação nas áreas do turismo, educação e segurança social

Porto Novo: Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável 2030 com um orçamento de 12 milhões de contos

São Domingos: Arqueólogos da Universidade de Cambridge fazem escavações em Alcatraz

Padre Constantina diz que reabilitação da igreja na Cidade Velha representa reconstrução da história do país

Santa Cruz: Programa Jov@Emprego realiza encontro com os setores privados de produção de “Banana e turismo rural”