​Mais de 200 especialistas mundiais em águas agrícolas reúnem-se na Praia

Mais de 200 especialistas em gestão de águas agrícolas de todo o mundo vão estar reunidos no primeiro Fórum Internacional sobre Escassez de Água na Agricultura que decorre na cidade da Praia, a partir de terça-feira.

Trata-se de um evento organizado no contexto do Quadro Global para a Água na Agricultura (WASAG) sob o patrocínio do Governo de Cabo Verde, em colaboração com a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO), agência especializada das Nações Unidas, o Ministério das Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais da Itália e o Serviço Federal de Agricultura da Suíça (FOAG).

O primeiro dia do encontro decorre na terça-feira, Dia Mundial da Água, este ano com o tema “Não deixar ninguém para trás”.

Uma nota da FAO Cabo Verde refere que a iniciativa visa “obter acordos relativamente às ações prioritárias para enfrentar a crescente pressão dos impactos das mudanças globais na escassez de água na agricultura”.

A diretora-geral adjunta da FAO, Maria Helena Semedo, disse esperar que os participantes atuem sob os compromissos assumidos durante o fórum, inspirados “pelo exemplo de Cabo Verde, que está a adotar tecnologias inovadoras de gestão da água para lidar com a seca que o país está a atravessar”.

Com foco em Cabo Verde, Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento e países da África Ocidental, os participantes do fórum, que termina no dia 22, irão analisar e discutir “como a escassez da água na agricultura pode ser abordada e transformada numa oportunidade para o desenvolvimento sustentável e para a segurança alimentar e nutricional”, segundo a FAO Cabo Verde.

O WASAG foi criado em 2017 pela FAO e reúne mais de 60 parceiros, incluindo governos e organizações intergovernamentais, agências da ONU, instituições académicas e de pesquisa, e organizações da sociedade civil e do sector privado de todo o mundo.

Todos estão “comprometidos em identificar e implementar respostas concretas para abordar em conjunto a escassez de água na agricultura, num mundo onde as alterações climáticas são uma preocupação”.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis