IPC realiza escavações arqueológicas na Igreja Santiago Maior

As escavações arqueológicas na Igreja Santiago Maior, em Santa Cruz, arrancaram esta quarta-feira. Trata-se da primeira etapa do projecto de reabilitação das ruínas daquele edifício religioso, edificado nos finais do século XVIII.

Esta escavação é realizada pelo Instituto do Património Cultural, em parceira com a câmara municipal de Santa Cruz. Segundo uma nota de imprensa, as escavações só tiveram início graças a uma visita realizada pelo IPC, em finais de 2017.

Para estas escavações, está em Cabo Verde a arqueóloga portuguesa Mariana Almeida, que vai trabalhar em conjunto com alguns técnicos nacionais, afectos a Direcção de Monumentos e Sítios, o projecto de reabilitação das ruinas da Igreja Santiago Maior. 

As escavações arqueólogas vão decorrer durante este mês. A reabilitação das ruinas da Igreja Santiago Maior, enquadra-se no Plano Nacional de Reabilitação dos Edifícios Históricos, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.

Conforme o IPC, no caso dos edifícios religiosos, criou-se uma comissão de trabalho com a Diocese de Santiago, para análise de projectos em curso.

No âmbito dessas escavações arqueológicas, serão realizadas algumas acções de sensibilização na comunidade local, como forma de consciencializá-la sobre a importância e salvaguarda do património cultural existente em Santa Cruz.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Boa Vista: Obras para construção do bloco operatório do Centro de Saúde arrancam no inicio de julho

Governo vai investir três milhões de euros em subvenção na concessão de serviço marítimo inter-ilhas no primeiro ano

Porto Novo: Queijo curado pode levar Planalto Norte a ser conhecido em todo o mundo – produtor

Porto Novo: Projeto “campo escola” capacita 30 agricultores em agricultora biológica/orgânica

Santiago e São Vicente acolhem festival de cinema itinerante de Língua Portuguesa