Governo vai investir 11 milhões de contos na requalificação dos centros urbanos nos próximos três anos

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva anunciou ontem, dia 31, que o Governo vai investir 11 milhões de contos no horizonte 2018/2021 para o Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA).

A garantia foi dada pelo chefe do Governo, em Cidade Velha, quando intervinha na sessão solene em comemoração ao Dia do Município, assinalado hoje.

“Estamos a preparar um grande pacote de 100 milhões de euros cerca de 11 milhões de contos para que nos próximos três anos possamos fazer fortes investimentos a nível da requalificação dos centros urbanos, das localidades, dos bairros, nas acessibilidades, reabilitação de patrimónios cultural, histórico e religiosos, no desencravamento das localidades e nas infraestruturas de pescas de modo a aumentar a criação de valor”, sublinhou segundo a Inforpress.

Tendo em conta que o Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA) tem tido um grande impacto na dinamização da actividade de pequenos empreiteiros, Ulisses Correia e Silva assegurou que o Governo vai aumentar esse fundo de 5 milhões de contos para 11 milhões nos próximos três anos.

Conforme a agência cabo-verdiana de notícias, o PM Adiantou que, para o município de Ribeira Grande de Santiago, o Governo vai reforçar o PRRA na componente requalificação das localidades, melhoria de acessibilidade e reabilitação de casas, regenerar o centro histórico de Cidade Velha, restaurar a Igreja Nossa Senhora do Rosário, infraestruturas de pescas em Porto Mosquito e estrada Cidade Velha/ Salineiro/ Santana.

Na ocasião, o primeiro-ministro apelou ao engajamento e compromisso de todos os intervenientes políticos no sentido de se valorizar Cidade Velha como Património Mundial da Humanidade, mas também de traduzi-lo em valor económico com impacto na vida das comunidades.

“Para que Cidade Velha seja transformada de facto em valores, temos que preservar e garantir o cumprimento de determinadas normas e regras de organização de espaços e as construções, edificações, ocupação de via pública, têm de estar conformado com a preservação do espaço e do sítio histórico”, precisou, sublinhando que, se as posturas não forem assumidas com todo o rigor e consequências o país terá problema em garantir o essencial do Património Mundial.

Entretanto, o PM disse que o desafio é transformar Cidade Velha num desígnio municipal de todos os cidadãos e assegurou que o Governo, em parceria com a Câmara municipal, vai fazer de tudo para que as necessidades individuais de construção e de ocupação não ponham em causa aquilo que é a preservação de valor.

“Para tal, precisamos também de internacionalizar Cidade Velha, evidenciar a sua história e criar um quadro que seja coerente, consistente e harmonioso a nível do planeamento, ordenamento cidadania, organização, restauro e reabilitação de património histórico cultural e religioso que tenha qualidade e valorize Cidade Velha enquanto Património Mundial da Humanidade “realçou.

Segundo ainda a Inforpress, durante a sessão solene foram homenageadas cinco individualidades com o título de Cidadão de Mérito de Cidade Velha.

O chefe do Governo presidiu ainda à cerimónia de inauguração do projecto do reforço dos sistemas de abastecimento de água nas localidades de Alto Gouveia e Tcham Gonçalves, conclui a mesma fonte.

Fonte: A Semana

Notícias

Respostas rápidas: Quem deve pagar a Taxa de Segurança Aeroportuária?

São Vicente: Kiki Lima expõe “Real aparência” quando está prestes a completar 50 anos de pintura

Número de hóspedes aumentou 9,5% no segundo trimestre de 2018 face ao período homólogo – INE

Frescomar anuncia novos investimentos em São Vicente e no Sal de mais de seis milhões de euros

Direitos: Cabo Verde destaca em conferência no Canadá apoio do governo e instituições aos movimentos LGBTI

Santo Antão recebe três centros de interpretação turística para retratar património e identidade cultural da ilha

Raiz di Polon na 10ª edição do Festival de Teatro Lusófono

MCIC visita oficina de verão na Cesária Évora Academia de Artes

Filme cabo-verdiano “Firmeza” seleccionado para o Sacramento Underground Film & Arts Festival dos EUA

Filme “Os dois irmãos” selecionado para a competição oficial no 42º Festival de Cinema de Montreal/Canadá

Ilha do Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” define estratégias e cria comités municipais para implementação do modelo agro-turismo

Nosi e Cabo Verde TradeInvest na China para dar avanço ao projecto de Computação em Nuvem da África Ocidental

Reconhecimento internacional do vinho do Fogo é exemplo para produtores de grogue de Santo Antão

“Se Cabo Verde não é capaz de organizar um discurso histórico, alguém será capaz”

Cabo Verde conquista duas medalhas de ouro no concurso Mundial de Vinhos Extremos em Itália

Editorial: Estado da Nação em “gestão corrente”

Quem comprar a TACV assume a gestão por, pelo menos, 5 anos

Primeiro-ministro anuncia proposta da Icelandair para comprar TACV

Exportações aumentam 14% no 2º trimestre deste ano

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo