Governo sublinha papel da China na produção audiovisual em Cabo Verde

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, sublinhou hoje a importância da China na formação de quadros e transferência de tecnologia que permitam a Cabo Verde produzir e difundir conteúdo audiovisual.

“Estamos aqui à procura de 'know-how' para incrementar a potencialidade de as empresas nacionais produzirem e introduzirem conteúdo numa rede internacional", afirmou Vicente à agência Lusa, em Pequim, onde participa no 4.º Fórum China – África de Cooperação no sector dos Média.

O ministro cabo-verdiano destacou a "abertura excepcional" por parte de Pequim na transferência de conhecimento para o continente africano visando desenvolver tecnologias digitais e de computação em nuvem ('cloud').

"Comparado com outras estratégias, de outros espaços geopolíticos, a China é o único [país] que se posiciona dessa forma", disse.

E acrescentou: "Neste momento, ou há transferência de conhecimento ao nível que a China está disponível para fazer ou não conseguiremos competir nas próximas décadas".

Abraão Vicente referiu ainda a importância da produção de conteúdos africanos "numa perspectiva africana", de forma a "divulgar uma nova imagem" de um continente que "de certa forma está sitiado na divulgação de uma imagem que seja positiva".

"Os conteúdos africanos não passam nos canais europeus, americanos ou asiáticos", notou. "A imagem de África é terrivelmente distorcida quando chega aos canais internacionais: só passam miséria, guerras, catástrofes, quando África é muito mais do que isso", disse.

Abraão Vicente lembrou ainda o investimento "de dez milhões de euros" feito por Cabo Verde no desenvolvimento de uma rede de televisão digital terrestre, afirmando que nesse aspecto o país "está no primeiro mundo", mas que o "principal desafio" agora são os conteúdos.

"Nós não queremos abrir uma rede de televisão digital terrestre só com conteúdos europeus e americanos", apontou.

"Cabo Verde situa-se no centro do mundo em termos geográficos, queremos ocupar outra vez essa posição de ponto de transição. E queremos principalmente educar e preparar os nossos cidadãos para lerem o mundo numa perspectiva multidimensional", acrescentou.

Na deslocação à China, Abraão Vicente foi acompanhado pela directora-geral da Comunicação Social de Cabo Verde, Ineida Cabral, e representantes do canal público Rádio Televisão de Cabo Verde e da Cabo Verde Broadcast, empresa responsável pela gestão da rede de televisão digital terrestre do país.

Sobre as críticas de analistas internacionais de que a China mantém uma postura predatória em África, o ministro cabo-verdiano lembra que o continente está a entrar "numa fase nova".

"Muitas das elites africanas estão a renovar-se e temos hoje a clara consciência de que não iremos ser apenas aproveitados para o benefício de outros países", disse.

"Obviamente que a China tem interesses em África, mas nós também temos outros pressupostos para aproveitar esta parceria".

Desde 2000, Pequim concedeu mais de 110 mil milhões de dólares em assistência financeira aos países africanos, segundo a unidade de investigação China AidData, com sede nos Estados Unidos.

O país asiático tornou-se, em 2009, o maior parceiro comercial de África.

Pelas estatísticas chinesas, em 2015, o comércio China-África somou 169 mil milhões de dólares.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Respostas rápidas: Quem deve pagar a Taxa de Segurança Aeroportuária?

São Vicente: Kiki Lima expõe “Real aparência” quando está prestes a completar 50 anos de pintura

Número de hóspedes aumentou 9,5% no segundo trimestre de 2018 face ao período homólogo – INE

Frescomar anuncia novos investimentos em São Vicente e no Sal de mais de seis milhões de euros

Direitos: Cabo Verde destaca em conferência no Canadá apoio do governo e instituições aos movimentos LGBTI

Santo Antão recebe três centros de interpretação turística para retratar património e identidade cultural da ilha

Raiz di Polon na 10ª edição do Festival de Teatro Lusófono

MCIC visita oficina de verão na Cesária Évora Academia de Artes

Filme cabo-verdiano “Firmeza” seleccionado para o Sacramento Underground Film & Arts Festival dos EUA

Filme “Os dois irmãos” selecionado para a competição oficial no 42º Festival de Cinema de Montreal/Canadá

Ilha do Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” define estratégias e cria comités municipais para implementação do modelo agro-turismo

Nosi e Cabo Verde TradeInvest na China para dar avanço ao projecto de Computação em Nuvem da África Ocidental

Reconhecimento internacional do vinho do Fogo é exemplo para produtores de grogue de Santo Antão

“Se Cabo Verde não é capaz de organizar um discurso histórico, alguém será capaz”

Cabo Verde conquista duas medalhas de ouro no concurso Mundial de Vinhos Extremos em Itália

Editorial: Estado da Nação em “gestão corrente”

Quem comprar a TACV assume a gestão por, pelo menos, 5 anos

Primeiro-ministro anuncia proposta da Icelandair para comprar TACV

Exportações aumentam 14% no 2º trimestre deste ano

Empresários desesperam pela mobilidade económica

Angola, Brasil e Moçambique têm total de 720 mil "escravos modernos". Cabo Verde também faz parte da lista

Suspensão levantada. Cabo Verde Airlines já pode voltar aos aeroportos italianos

Cabo Verde apresenta programa da presidência da CPLP

“Os alunos que só sabem crioulo, o resultado é o isolamento”

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo