Governo quer MEM como centro da economia azul

Um centro internacional de formação marítima, retomar o processo de registo internacional de Navios, a criação da escola do mar, dotar o país de uma frota moderna de navios: exemplos de projectos que o governo promete implementar neste ano de 2018.

Revelação feita hoje durante a cerimónia de inauguração do Ministério da Economia Marítima (MEM), em São Vicente, pelo ministro José Gonçalves, que tutela a pasta.

“Para isso é fundamental que o Ministério da Economia Marítima seja devidamente estruturado e capacitado, dispondo dos meios humanos, financeiros e materiais suficientes para o efeito”, remata.

A cerimónia de inauguração foi presidida pelo Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva.

Durante o seu discurso, o chefe do Governo disse que o grande desafio do ministério agora instalado é criar um ecossistema de desenvolvimento da economia marítima

“E as universidades são elementos fundamentais do progresso de desenvolvimento, devem conectar-se também com a vocação de desenvolvimento de Cabo Verde, neste caso particular, São Vicente. A própria administração, tendo em conta que aqui temos, de facto, o centro da economia do mar”, sublinha.

O Ministério da Economia Marítima, criado na remodelação governamental de Dezembro, está instalado no edifício onde funcionava até agora a Agência Marítima e Portuária. Além do gabinete do ministro José Gonçalves, lá ficará também o gabinete do secretário de Estado, Paulo Veiga.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Dia Nacional da Cultura comemorado sob o lema “eu_génio: do legado à ficção”

Governo prevê funcionamento da Universidade Técnica do Atlântico em 2020/2021

Santiago Norte: Municípios juntam-se ao MCIC para homenagear a Morna no Dia Nacional da Cultura e Comunidades

São Nicolau: Projecto Caminhar inicia acção de capacitação em acompanhantes de “trekking”

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis