FAO apoia mil e 200 famílias afetadas pelo furacão Fred em Cabo Verde

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) assistirá mil e 200 famílias cabo-verdianas vulneráveis nos concelhos afetados pelo furacão Fred que assolou o país a 31 de agosto de 2014, apurou a PANA esta  quinta-feira na cidade da Praia de fonte segura.
De acordo com uma fonte do Ministério do Desenvolvimento Rural, trata-se de uma iniciativa que se insere no âmbito dum projeto de “Assistência de Emergência para o Relançamento das Atividades Produtivas das Famílias afetadas pelo furacão Fred e por chuvas torrenciais - (TCP/CVI/3505), financiado pela FAO.
No âmbito do protocolo, que deve ser assinado hoje, entre a FAO e o Ministério do Desenvolvimento Rural, será fornecida uma assistência “imediata” aos beneficiários a fim de lhes permitir retomarem a sua produção” prejudicada por intempéries.
O empreendimento duma duração de um ano fornecerá kits de irrigação gota-a-gota para assegurar a produção durante a época de seca e plantas como a papaieira e a bananeira.
Os beneficiários são famílias das comunidades rurais da ilha da Boa Vista, Fogo, Santo Antão, São Nicolau e Santiago, mais danificados pelo furacão Fred e pelas chuvas torrenciais que assolaram o país em finais de agosto de 2014.
O furação Fred destruiu habitações, infraestruturas, causou deslizamentos de terra, danos no domínio agrícola, onde cerca de dois mil famílias perderam mais de 80 porcento da sua produção, e 10 mil e 527 toneladas de produtos.

Fonte: Panapress

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis