Empresários europeus querem Comissão Especializada para melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde

O governo acaba de aceitar a proposta da Associação dos Empresários Europeus em Cabo Verde (AEECV) para criar uma Comissão Especializada (CE), que funcionará sobretudo como elo da ligação entre as duas instituições. A decisão saiu da recente reunião entre o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, a associação representativa dos homens de negócios do Velho Continente no nosso país.

A Comissão Especializada proposta deve integrar membros da AEECV e do Governo da República. Conforme o site oficial do executivo, com ela pretende-se institucionalizar um quadro de relações que se possa trabalhar a nível sectorial, com maior sintonia e em conjunto, para resolver os problemas mais candentes em Cabo Verde, com destaque para o processo de investimento direto estrangeiro.

“A iniciativa é importante e vai ao encontro do que é a política do Governo, na promoção de um bom quadro de diálogo". Assim, será desenvolvida "esta proposta também com Câmaras de Comércio, de Turismo, com a Associação de Mulheres Empresárias, entre outras, de uma forma organizada e estruturada”, indicou o primeiro-ministro.

Conforme a mesma fonte, Ulisses Correia e Silva explicou que a comissão deverá ser um elemento de interação, com interlocutores nas estruturas de governação, principalmente nas áreas onde os problemas se colocam, nomeadamente nas alfândegas, nos serviços de atendimento público, nas finanças, justiça entre outras estruturas do Estado.

O referido encontro com os empresários europeus em Cabo Verde surgiu no quadro do diálogo iniciado com o objetivo de promover a melhoria do ambiente de negócios e o investimento europeu em Cabo Verde.

Fonte: A Semana

Notícias

Ponta Calhetona recebeu investimentos de cerca de 12 mil contos

NOSi Akademia recebe mais 48 estagiários

Cabo Verde Airlines começa hoje a ligar as ilhas

Ribeira das Patas Porto Novo: Grupos de mulheres apostam na transformação de frutas para garantir auto-emprego

Cabo Verde Airlines reforça voos para Lisboa com chegada de Boeing 737-300