Carvão do Maio pode vir a ser comercializado a partir de quarta-feira com marca própria

A apresentação do projecto foi feita sexta-feira, com a presença dos carvoeiros do Maio, que de bom agrado receberam a iniciativa, cientes que todos sairão a ganhar

A ilha do Maio já dispõe de uma empresa de logística e comercialização, criada pelo empresário Nato Ribeiro, com o propósito de vender todo o carvão produzido na ilha, com marca própria e em formatos diferentes.

A ideia surgiu aquando da visita do empresário à ilha, durante a qual observou que os carvoeiros passam por momentos difíceis para conseguirem produzir e depois vender os seus produtos na capital do país.

“Quando vi que existe muita exploração por parte dos clientes e as dificuldades por que passam os carvoeiros até o seu produto chegar à Cidade da Praia, decidi criar uma empresa, justamente para valorizar não só o produto feito no Maio, mas também os próprios carvoeiros, que passam muitas dificuldades em produzir o carvão”, explicou.

Com este projecto, cujo processo deverá arrancar na quarta-feira, 8, com a vinda do navio Sotavento, Nato Ribeiro pretende comprar todo o carvão que é produzido na ilha e depois colocá-lo em embalagens de formatos diferentes com o logótipo da ilha e da empresa.

Os formatos das embalagens variam desde 15, 20 e 30 quilos, por forma a facilitar as donas de casa na aquisição deste produto nos mercados e supermercados do país.

“Com este projecto pretendemos também criar postos de trabalho aqui na ilha, porque vai ser preciso o transporte desde o forno até ao armazém. Depois vai ser necessário mão-de-obra para fazer a embalagem e, posteriormente, a sua colocação no barco. Tudo isso, certamente, vai contribuir para que este produto venha ser mais valorizado”, notou.

Para a implementação deste projecto, Nato Ribeiro disse que está a contar com a colaboração da edilidade maiense bem como da Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente.

O empresário fez saber, entretanto, que o preço final do produto vai sofrer uma “ligeira alteração”, tendo em conta que o mesmo passa a ser melhor tratado e embalado, o que acarreta “algum custo”.

A apresentação do projecto foi feita sexta-feira, com a presença dos carvoeiros do Maio, que de bom agrado receberam a iniciativa, cientes que todos sairão a ganhar.

Fonte: A Nação

Notícias

Mindelo: Atelier de lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais “stakeholders” da Economia Marítima

São Vicente: Trinta formandos recebem certificados na área de guia de turismo comunitário

Santa Catarina: Assembleia Municipal com Ribeira da Barca na agenda

Santo Antão: Criação do Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias traz à ilha catedráticos de Portugal

Artistas da CPLP pedem "passaporte artístico"

Cabo Verde quer afirmar-se como plataforma tecnológica de referência em África

Novo presidente da AAVT quer transformar agências de viagens

Escavações arqueológicas na Igreja de São Tiago Maior concluídas

Empresários nacionais desafiam Portugal a deslocalizar empresas para Cabo Verde

AJEC propõe plataforma de informações sobre oportunidades de investimentos

Literatura: VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa acontece de 19 a 21 de Abril na UNICV

Criada equipa que vai coordenar Zona Económica Especial

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

Empresa alemã introduz energia das ondas do mar em Cabo Verde

Santo Antão: Representante da OMS exorta Cabo Verde a preparar-se para enfrentar emergências sanitárias

Santo Antão: Fábrica de sabonetes abre portas no Porto Novo e já cogita exportar para os EUA

Praia: Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade vai ser património nacional – ministro

Ilha do Fogo: Técnicos de Monumentos e Sítios do IPC na região Fogo e Brava para inventariar património cultural imóvel

Emprofac prevê um crescimento de 7% em 2018

Regionalização: Olavo Correia reposiciona-se

Ampliar o mercado africano para os países africanos

PM espera consensos necessários entre os deputados para se avançar com a Regionalização

Directora regional da OMT recomenda diversificação dos modelos de oferta turística em Cabo Verde

Dia Mundial do Teatro: Mindelact distingue jornalista Fonseca Soares com Prémio de Mérito Teatral

Capacidade de alojamento em Cabo Verde aumentou em 18% em 2017 – INE

Uma janela de oportunidade com o tempo contado

Cabo Verde entrega candidatura da morna a património mundial na UNESCO a 26 de Março

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo