Cabo Verde pede mais apoio da Greenpeace para monitorizar mar e pescas

O Governo de Cabo Verde pediu, segunda-feira, na cidade da Praia, um maior apoio da organização ambientalista internacional Greenpeace para ajudar a reforçar a monitorização das águas e a exploração dos recursos de pesca do arquipélago.

Cabo Verde conta com uma Zona Económica Exclusiva (ZEE) de cerca de 180 vezes mais extensa do que a parte terrestre.

O pedido de apoio foi feito pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, a bordo do navio “Esperanza” da organização ambientalista e que está em Cabo Verde, pela primeira vez, no âmbito de uma campanha para promover a pesca sustentável na costa ocidental Africana.

O governante salientou a importância da "boa iniciativa", lembrando que a Greenpeace é uma organização que "tem feito muitas lutas em prol do ambiente no planeta e tem contribuído de forma substancial para a elevação da consciência ambiental no mundo".

Na ocasião, Gilberto Silva salientou que a grande extensão da ZEE do arquipélago faz com que o país precisa de ter uma atitude responsável e monitorizar as suas águas.

“A atuação da Greenpeace e de outras organizações, em parceria com entidades públicas, seria uma boa coisa para o controlo das nossas águas e para a exploração dos recursos", precisou.

Gilberto Silva disse que, para Cabo Verde, é um motivo de regozijo a Greenpeace estar no arquipélago com um projeto desta natureza, pelo que pediu ainda à organização ambientalista que coopere mais com as organizações não governamentais do país e reforce a educação ambiental das pessoas.

"Com a globalização, os problemas são globais e as soluções devem ser globais, daí a importância da cooperação entre os países e organizações, no sentido de salvaguardar aquilo que temos de maior valor, que é mar", afirmou.

A diretora executiva da Greenpeace África, Njery Kabebery, também sublinhou a importância da junção de esforços e recursos e união entre países e organizações para fazer face às questões ligadas à pesca na África Ocidental.

Njery Kabebery disse que a África Ocidental é uma das regiões de pesca mais produtivas do mundo, mas está numa "situação crítica", pelo que precisa de uma "intervenção urgente" e de uma "gestão sustentável" dos recursos haliêuticos.

Desde que atracou no porto da Praia, na passada sexta-feira, o navio “Esperanza” abriu as portas a centenas de alunos de escolas da capital cabo-verdiana, tendo recebido também a visita de algumas entidades locais, para sensibilizar às questões ambientais, como as más práticas pesqueiras, pesca ilegal, impacto das mudanças climáticas.

Além de Cabo Verde, o barco, o maior de três da Greenpeace, vai visitar, a partir de quarta-feira, a Mauritânia, seguindo-se depois para a Guiné-Bissau, a Guine-Conackry, a Serra Leoa e o Senegal, durante as 11 semanas previstas para a missão.

Fonte: Panapress

Notícias

Deputados aprovam alteração da lei da cooperação descentralizada

Cabo Verde vai assumir a presidência da Conferência dos Ministros das Pescas da sub-região africana em agosto

Cabo Verde participa na Assembleia do BAD na Índia para debater a importância do setor agrícola em África

CCISS prepara para diálogo com o Governo sobre a reforma da política industrial em Cabo Verde

Portugal inaugura Sal Beach Soccer na sexta-feira. Cabo Verde defronta Inglaterra

Paralímpico cabo-verdiano conquista segunda medalha de ouro em campeonato mundial

Paraolímpico cabo-verdiano conquista medalha de ouro no Campeonato do Mundo

Navio-escola Sagres atraca pela 30.ª vez no porto do Mindelo

Governo está determinado em reerguer a TACV

Miss Africa USA Nereida Lobo está em Cabo Verde para promover plataforma sobre educação

Apoio orçamental do Banco Mundial a Cabo Verde depende da restruturação da TACV

Cabo Verde valoriza sistema nacional de estatísticas, diz governante

Cabo Verde aposta na Parceria Especial com UE para criar 45.000 postos de trabalho

Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a campanha “Somos pelo Ambiente”

Bispo do Mindelo representa Igreja Católica de Cabo Verde em Fátima

Eslovénia desembolsa 2,4 milhões de euros para reforçar telemedicina em Cabo Verde

Cabo Verde nomeia novo embaixador em Angola

Primeiro-ministro reafirma no Fogo crescimento económico de 7%

PR quer que “Saniculau na Praia” contribua para o processo do desenvolvimento da ilha de São Nicolau

Provedoria de Justiça de Portugal quer levar a sua experiência de 40 anos a Cabo Verde

Liberdade de imprensa: MpD satisfeito com subida de Cabo Verde no ranking

Banco Mundial duplica financiamento para Cabo Verde, diz governo

Capital cabo-verdiana ganha empreendimento turístico de 50 milhões de euros