Cabo Verde pede mais apoio da Greenpeace para monitorizar mar e pescas

O Governo de Cabo Verde pediu, segunda-feira, na cidade da Praia, um maior apoio da organização ambientalista internacional Greenpeace para ajudar a reforçar a monitorização das águas e a exploração dos recursos de pesca do arquipélago.

Cabo Verde conta com uma Zona Económica Exclusiva (ZEE) de cerca de 180 vezes mais extensa do que a parte terrestre.

O pedido de apoio foi feito pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, a bordo do navio “Esperanza” da organização ambientalista e que está em Cabo Verde, pela primeira vez, no âmbito de uma campanha para promover a pesca sustentável na costa ocidental Africana.

O governante salientou a importância da "boa iniciativa", lembrando que a Greenpeace é uma organização que "tem feito muitas lutas em prol do ambiente no planeta e tem contribuído de forma substancial para a elevação da consciência ambiental no mundo".

Na ocasião, Gilberto Silva salientou que a grande extensão da ZEE do arquipélago faz com que o país precisa de ter uma atitude responsável e monitorizar as suas águas.

“A atuação da Greenpeace e de outras organizações, em parceria com entidades públicas, seria uma boa coisa para o controlo das nossas águas e para a exploração dos recursos", precisou.

Gilberto Silva disse que, para Cabo Verde, é um motivo de regozijo a Greenpeace estar no arquipélago com um projeto desta natureza, pelo que pediu ainda à organização ambientalista que coopere mais com as organizações não governamentais do país e reforce a educação ambiental das pessoas.

"Com a globalização, os problemas são globais e as soluções devem ser globais, daí a importância da cooperação entre os países e organizações, no sentido de salvaguardar aquilo que temos de maior valor, que é mar", afirmou.

A diretora executiva da Greenpeace África, Njery Kabebery, também sublinhou a importância da junção de esforços e recursos e união entre países e organizações para fazer face às questões ligadas à pesca na África Ocidental.

Njery Kabebery disse que a África Ocidental é uma das regiões de pesca mais produtivas do mundo, mas está numa "situação crítica", pelo que precisa de uma "intervenção urgente" e de uma "gestão sustentável" dos recursos haliêuticos.

Desde que atracou no porto da Praia, na passada sexta-feira, o navio “Esperanza” abriu as portas a centenas de alunos de escolas da capital cabo-verdiana, tendo recebido também a visita de algumas entidades locais, para sensibilizar às questões ambientais, como as más práticas pesqueiras, pesca ilegal, impacto das mudanças climáticas.

Além de Cabo Verde, o barco, o maior de três da Greenpeace, vai visitar, a partir de quarta-feira, a Mauritânia, seguindo-se depois para a Guiné-Bissau, a Guine-Conackry, a Serra Leoa e o Senegal, durante as 11 semanas previstas para a missão.

Fonte: Panapress

Notícias

IPC realiza primeiro mergulho em arqueologia subaquática no ancoradouro da Cidade Velha

Biblioteca Nacional lança reedição de “Chiquinho” e promete edição de seis obras por ano

NOSi poderá representar um suporte do desenvolvimento tecnológico para construção de uma sociedade digital no país – PR

Lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais gestores da Economia Marítima

Mindelo: Atelier de lançamento do projecto sobre a Promoção da Economia Azul reúne principais “stakeholders” da Economia Marítima

São Vicente: Trinta formandos recebem certificados na área de guia de turismo comunitário

Santa Catarina: Assembleia Municipal com Ribeira da Barca na agenda

Santo Antão: Criação do Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias traz à ilha catedráticos de Portugal

Artistas da CPLP pedem "passaporte artístico"

Cabo Verde quer afirmar-se como plataforma tecnológica de referência em África

Novo presidente da AAVT quer transformar agências de viagens

Escavações arqueológicas na Igreja de São Tiago Maior concluídas

Empresários nacionais desafiam Portugal a deslocalizar empresas para Cabo Verde

AJEC propõe plataforma de informações sobre oportunidades de investimentos

Literatura: VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa acontece de 19 a 21 de Abril na UNICV

Criada equipa que vai coordenar Zona Económica Especial

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

Empresa alemã introduz energia das ondas do mar em Cabo Verde

Santo Antão: Representante da OMS exorta Cabo Verde a preparar-se para enfrentar emergências sanitárias

Santo Antão: Fábrica de sabonetes abre portas no Porto Novo e já cogita exportar para os EUA

Praia: Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade vai ser património nacional – ministro

Ilha do Fogo: Técnicos de Monumentos e Sítios do IPC na região Fogo e Brava para inventariar património cultural imóvel

Emprofac prevê um crescimento de 7% em 2018

Regionalização: Olavo Correia reposiciona-se

Ampliar o mercado africano para os países africanos

PM espera consensos necessários entre os deputados para se avançar com a Regionalização

Directora regional da OMT recomenda diversificação dos modelos de oferta turística em Cabo Verde

Dia Mundial do Teatro: Mindelact distingue jornalista Fonseca Soares com Prémio de Mérito Teatral

Capacidade de alojamento em Cabo Verde aumentou em 18% em 2017 – INE

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo