Cabo Verde pede mais apoio da Greenpeace para monitorizar mar e pescas

O Governo de Cabo Verde pediu, segunda-feira, na cidade da Praia, um maior apoio da organização ambientalista internacional Greenpeace para ajudar a reforçar a monitorização das águas e a exploração dos recursos de pesca do arquipélago.

Cabo Verde conta com uma Zona Económica Exclusiva (ZEE) de cerca de 180 vezes mais extensa do que a parte terrestre.

O pedido de apoio foi feito pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, a bordo do navio “Esperanza” da organização ambientalista e que está em Cabo Verde, pela primeira vez, no âmbito de uma campanha para promover a pesca sustentável na costa ocidental Africana.

O governante salientou a importância da "boa iniciativa", lembrando que a Greenpeace é uma organização que "tem feito muitas lutas em prol do ambiente no planeta e tem contribuído de forma substancial para a elevação da consciência ambiental no mundo".

Na ocasião, Gilberto Silva salientou que a grande extensão da ZEE do arquipélago faz com que o país precisa de ter uma atitude responsável e monitorizar as suas águas.

“A atuação da Greenpeace e de outras organizações, em parceria com entidades públicas, seria uma boa coisa para o controlo das nossas águas e para a exploração dos recursos", precisou.

Gilberto Silva disse que, para Cabo Verde, é um motivo de regozijo a Greenpeace estar no arquipélago com um projeto desta natureza, pelo que pediu ainda à organização ambientalista que coopere mais com as organizações não governamentais do país e reforce a educação ambiental das pessoas.

"Com a globalização, os problemas são globais e as soluções devem ser globais, daí a importância da cooperação entre os países e organizações, no sentido de salvaguardar aquilo que temos de maior valor, que é mar", afirmou.

A diretora executiva da Greenpeace África, Njery Kabebery, também sublinhou a importância da junção de esforços e recursos e união entre países e organizações para fazer face às questões ligadas à pesca na África Ocidental.

Njery Kabebery disse que a África Ocidental é uma das regiões de pesca mais produtivas do mundo, mas está numa "situação crítica", pelo que precisa de uma "intervenção urgente" e de uma "gestão sustentável" dos recursos haliêuticos.

Desde que atracou no porto da Praia, na passada sexta-feira, o navio “Esperanza” abriu as portas a centenas de alunos de escolas da capital cabo-verdiana, tendo recebido também a visita de algumas entidades locais, para sensibilizar às questões ambientais, como as más práticas pesqueiras, pesca ilegal, impacto das mudanças climáticas.

Além de Cabo Verde, o barco, o maior de três da Greenpeace, vai visitar, a partir de quarta-feira, a Mauritânia, seguindo-se depois para a Guiné-Bissau, a Guine-Conackry, a Serra Leoa e o Senegal, durante as 11 semanas previstas para a missão.

Fonte: Panapress

Notícias

Ilha do Sal: Segunda edição do Festival Internacional de Literatura arranca esta quinta-feira com cerca de 40 escritores

MCIC apresenta I edição da “Viagem pela história” na Ribeira Grande de Santiago

Maio acolhe “Djarmai Campus-Summer School” em Agosto

Cabo Verde adere a convenções do conselho da Europa sobre proteção de dados e cibercriminalidade

Porto Novo: Operador estrangeiro confirma investimento de 70 mil contos no sector das pescas

O objectivo último é que Cabo Verde, um dia, deixe de precisar da cooperação para o desenvolvimento

Governo dos Açores confiante na cooperação entre ilhas da Macaronésia

Miguel Rosa: “É importante aprender com os erros” do Sal e Boa Vista

Grupo Rangel e Binter CV firmam acordo para o transporte de carga

Vice-Primeiro Ministro assina donativo de 10 milhões de euros com Fundo Orio para o Terminal de Cruzeiros do Mindelo

São Vicente: “Diplomacia gastronómica” como pedra de toque da VI edição do Kavala Fresk Feastival

Editores esperam que presidência da CPLP dinamize literatura e cultura lusófona

Cinquenta jovens iniciam formação em restauração e gestão de ordenamento hoteleiro na EHTCV

Pedro Lopes participa no primeiro programa da Fundação Obama em África Detalhes

Ministério da Cultura realiza 1º Fórum Nacional de Editores e Livreiros de Cabo Verde

“De uma forma geral, em termos de criação de emprego, o impacto do turismo é positivo” – José Gonçalvez

Cabo Verde quer reactivar ligações aéreas com São Tomé e Príncipe

Governo quer fazer deste arquipélago uma Nação “útil” ao mundo no Atlântico Médio

Há oportunidades, mas algum cuidado não faz mal a ninguém

Ministro José Gonçalves representa Cabo Verde na 61ª reunião da Comissão Regional da OMT para a África

Santo Antão: Estância turística de Passagem reaberta na próxima semana com inauguração das obras de reabilitação

Santo Antão: Operadores turísticos desejam criação de uma representação do Ministério do Turismo na ilha

Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” defende criação de órgãos permanentes de tutela e controlo da praia de Fonte Bila

Especialistas do Banco de Portugal não vêem vantagens na euroização da economia cabo-verdiana

Festival de Literatura-Mundo do Sal vai ter extensão em Lisboa este ano e perspectiva Brasil em 2019

Turistas gastam em média 4.518 escudos, por dia, em Cabo Verde

Ilha do Maio: Ministro José Gonçalves faz balanço positivo do encontro de alto nível sobre o turismo

Cabo Verde aproveita cimeira da Macaronésia para se afirmar como ponte entre Europa e África

José Gonçalves quer ilha do Maio com turismo "diferente e planeado"

Santo Antão recebe seminário internacional para debater o turismo ecológico

Agrupamentos competitivos de queijo do Fogo e Boa Vista de olhos no mercado turístico hoteleiro

Sector privado passa a gerir incubadoras de inovação

Recém-criada Associação de Turismo do Maio almeja transformar a ilha num destino de excelência

A África precisa livrar-se da "Ajuda que mata", defende autora Dambisa Moyo