Cabo Verde participa no capital do Afreximbank

O ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, anunciou, terça-feira, na cidade da Praia, que o seu país vai ratificar um acordo de participação no capital do Banco Africano de Importação e Exportação (Afreximbank).

Olavo Correia fez este anúncio quando falava na abertura dum workshop sobre os “Mecanismos e Oportunidades de Financiamento/investimento para o Setor Privado Cabo-verdiano” promovido pela Cabo Verde TradeInvest, no âmbito da visita de uma missão do Afreximbank a Cabo Verde.

O governante garantiu ao vice-presidente da instituição que o Governo cabo-verdiano, para além de ratificar o acordo de participação no seu capital, está também interessado em acompanhar o seu aumento.

Olavo Correia disse ainda que Cabo Verde pretende também domiciliar um conjunto de eventos que o Afreximbank realiza à escala global, estando, neste sentido, já acordado com a instituição que ainda este ano a ilha do Sal receberá um evento de âmbito internacional, promovido pelo banco.

“Estamos disponíveis para domiciliar vários outros eventos que podemos organizar em conjunto e em benefício do Afreximbank, mas também da projeção da imagem externa de Cabo Verde no mundo”, precisou.

Explicou que, com a realzação do workshop por ocasião da visita da missão do Afreximbank, o Governo  pretendeu realçar a parceria público-privado e falar de um Estado facilitador e que aposta cada vez mais na melhoria do ambiente de negócios no arquipélago cabo-verdiano.

O Afreximbank assinou, em setembro de 2015, um acordo de facilidade de crédito de 57 milhões de euros para a construção dum hotel de cinco estrelas na praia de Santa Maria, em Cabo Verde, a favor do Grupo Decameron New Horizon sediado no arquipélago.

Na altura, o Presidente do Afreximbank, Jean-Louis Ekra, declarou que a aprovação desta facilidade em duas fases se enquadrava na estratégia do banco de facilitar o crescimento dos setores turísticos nos seus Estados-membros no quadro da sua firma Construction and Tourism-Linked Relay Financing Facility (Contour).

Segundo o Afreximbank, a primeira fase desta facilidade, de 30 milhões de euros, vai fornecer uma garantia de pagamento ao Ecobank Cabo Verde, agente administrativo local e financeiro dos trabalhos de construção, e permitirá ao grupo Decameron New Horizon financiar os trabalhos, mas igualmente comprar equipamentos e mobiliários.

A segunda fase de 27 milhões de euros será concedida ao empreteiro, o Es-Ko Group, como capital para a compra de equipamentos, mobiliários e acessórios suplementares.

O complexo hoteleiro de 544 quartos compreenderá um centro de conferências, restaurantes à beira-mar e um centro de fitness e relax.

O Afreximbank foi estabelecido em Abuja, Nigéria, em 1993, por governos africanos, investidores privados e instituições financeiras africanas e não-africanas, com o objetivo de financiar, promover e expandir o comércio intra-africano e extra-africano.

A insituição financeira pan-africana já financiou, em 2015, um projeto turístico no arquipélago,num montante de 57 milhões de euros

Fonte: Panapress

Notícias

Santa Catarina: Autarquia inaugura ligações domiciliárias de água em Rincão

Ex-PR de São Tomé e Cabo Verde já em Luanda para observação eleitoral

Santo Antão recebe programas Start-up jovem e Fomento ao micro empreendedorismo

Adilson Gomes vai ser o novo Diretor-Geral das Artes

DGTT apresenta em Setembro o plano estratégico para o turismo

Festival de Praia d´Tedja com aposta no nacional

Requalificação da Baía das Gatas vai criar condições para atrair mais turistas e emigrantes – Augusto Neves

Ex-PM cabo-verdiano chefia missão de observadores da UA para eleições em Angola

Governo pretende “ampliar” transportes aéreos com os Açores

Santo Antão: Sodesa pode avançar depois da revisão do quadro legal sobre criação de sociedades de desenvolvimento

Época alta do turismo: Santo Antão espera receber 20 mil turistas 05

São Vicente acolhe quarta edição Carnaval de verão

Governo aprova privatização da companhia aérea cabo-verdiana

Cabo Verde beneficia do programa para melhoria dos assentamentos informais