Apoio orçamental do Banco Mundial a Cabo Verde depende da restruturação da TACV

A retoma da ajuda orçamental do Banco Mundial (BM) a Cabo Verde está dependente da apresentação dum plano de reestruturação da companhia aérea cabo-verdiana (TACV) que “está na fase final”, declarou terça-feira na cidade da Praia o ministro cabo-verdiano das Finanças, Olavo Correia.

A confirmação de Olavo Correia surge depois de a representante do BM para Cabo Verde, Louise Cord, ter revelado que a ajuda orçamental, uma das componentes do programa de apoio ao país, se encontrava suspensa até à entrega do referido plano.

O ministro cabo-verdiano garantiu, entretanto, que o Governo está em contacto permanente com o BM e tem consultores a trabalharem na elaboração do dito plano.

“Já tivemos várias reuniões sobre esta matéria e estamos na fase final para apresentarmos o documento conclusivo em relação a esse processo", dissse Olavo Correia, explicando que, no âmbito do "diálogo permanente" com a instituição financeira, foi apresentado um primeiro rascunho do plano, sujeito a sugestões de melhoria.

Segundo ele, o processo já está em fase de conclusão "para que haja um quadro claro em relação ao que será o caminho para a transportadora aérea" cabo-verdiana.

O BM aprovou um novo programa de apoio para os próximos três anos em Cabo Verde, estimado em 90 milhões de dólares, que irá começar o financiamento de projetos a partir de julho, mas manterá a componente do apoio orçamental suspensa até que seja encontrada uma solução para a TACV.

Olavo Correia sublinhou que o pacote global de financiamento está a funcionar e que a ajuda orçamental está "condicionada a resultados".

De acordo com o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, o Governo já tinha "conseguido mostrar um programa credível de reestruturação e recuperação da empresa" (TACV) com vista à privatização.

Segundo dados do Governo, a TACV tem uma dívida acumulada de 110 milhões de euros, o que representa 8 a 9% da riqueza do país.

Fonte: Panapress

Notícias

Deputados aprovam alteração da lei da cooperação descentralizada

Cabo Verde vai assumir a presidência da Conferência dos Ministros das Pescas da sub-região africana em agosto

Cabo Verde participa na Assembleia do BAD na Índia para debater a importância do setor agrícola em África

CCISS prepara para diálogo com o Governo sobre a reforma da política industrial em Cabo Verde

Portugal inaugura Sal Beach Soccer na sexta-feira. Cabo Verde defronta Inglaterra

Paralímpico cabo-verdiano conquista segunda medalha de ouro em campeonato mundial

Paraolímpico cabo-verdiano conquista medalha de ouro no Campeonato do Mundo

Navio-escola Sagres atraca pela 30.ª vez no porto do Mindelo

Governo está determinado em reerguer a TACV

Miss Africa USA Nereida Lobo está em Cabo Verde para promover plataforma sobre educação

Apoio orçamental do Banco Mundial a Cabo Verde depende da restruturação da TACV

Cabo Verde valoriza sistema nacional de estatísticas, diz governante

Cabo Verde aposta na Parceria Especial com UE para criar 45.000 postos de trabalho

Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a campanha “Somos pelo Ambiente”

Bispo do Mindelo representa Igreja Católica de Cabo Verde em Fátima

Eslovénia desembolsa 2,4 milhões de euros para reforçar telemedicina em Cabo Verde

Cabo Verde nomeia novo embaixador em Angola

Primeiro-ministro reafirma no Fogo crescimento económico de 7%

PR quer que “Saniculau na Praia” contribua para o processo do desenvolvimento da ilha de São Nicolau

Provedoria de Justiça de Portugal quer levar a sua experiência de 40 anos a Cabo Verde

Liberdade de imprensa: MpD satisfeito com subida de Cabo Verde no ranking

Banco Mundial duplica financiamento para Cabo Verde, diz governo

Capital cabo-verdiana ganha empreendimento turístico de 50 milhões de euros