Cátedra Eugénio Tavares lança dois livros com foco na produção escrita em língua portuguesa

A Universidade de Cabo Verde e a Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa dão à estampa duas publicações: Livro do Professor de Língua Portuguesa – Produção Escrita e Livro do Aluno de Língua Portuguesa – Produção Escrita

As apresentações aconteceram esta quinta-feira, às 18 horas, no auditório da Reitoria da Uni-CV, na Cidade da Praia, a cargo do professor Esteves Rei, docente da Uni-CV e coordenador da Linha 2 de investigação da Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa – Ensino do Português como Língua Segunda, em Cabo Verde. 

Os livros são o primeiro resultado de um projeto da Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa, intitulado – Produção de material de apoio ao desenvolvimento de competências em português, Língua segunda (PL2), em desenvolvimento por um grupo de trabalho constituído pelos autores: Amália de Melo Lopes (Coordenadora); Maria Helena de Sousa Lobo; Emanuel de Pina; Etelvino Garcia; Maria Amélia Gomes Carvalho; Maria Goreti Freire Silva; e Rosa Maria Morais.

Os principais objetivos do projeto passam por melhorar o processo de ensino da língua portuguesa; potencializar o desempenho dos alunos no decurso da sua formação universitária, desenvolvendo e aprimorando as habilidades inerentes à produção e receção de textos orais e escritos, bem como as capacidades de reflexão sobre a língua e de auto-avaliação. Minimizar o impacto entre a diferença de domínio da língua portuguesa à entrada e o exigido na intermediação académica é outra das missões.

O conjunto do material disponibilizado no Livro do Professor de Língua Portuguesa – Produção Escrita pode ser seleccionado para a organização de um curso presencial de 60 horas de trabalho, em conjugação com o trabalho autónomo dos alunos, fora da sala de aula, visando criar oportunidades para aprimorar a competência de escrita.

Já o Livro do Aluno de Língua Portuguesa – Produção Escrita pode ser utilizado por estudantes de língua portuguesa, num processo de ensino/aprendizagem não intermediado pelo professor (estudo autónomo), ou seja, material de auto-aprendizagem.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis