Quase 80% da flora endémica está em risco de extinção

Cerca de 20% das espécies existentes em Cabo Verde estão ameaçadas, e 78% da flora endémica encontra-se em vias de extinção, revelou terça-feira o diretor nacional do Ambiente, Alexandre Nevsky.

Em declarações, no âmbito do Dia Internacional da Biodiversidade, celebrado ontem, o responsável revelou que dados oficiais de 2015 indicam que, de uma forma geral, 20% das espécies em Cabo Verde estão ameaçadas. O último estudo sobre a flora terrestre revela que 78% da flora endémica está ameaçada de extinção, números esses que, no seu entender, são preocupantes e exigem medidas que garantam a sua proteção.

Segundo Alexandre Nevsky, uma das maiores ameaçadas tem a ver com introdução de espécies exóticas, de carácter invasor. No seu entender, é necessário reforçar o controlo das fronteiras, no sentido de tentar evitar a entrada dessas espécies.

As autoridades nacionais estão a trabalhar em conjunto com o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA) na criação de uma base de dados da biodiversidade e de investigadores existentes no país.

O Dia Internacional da Biodiversidade foi proclamado pelas Nações Unidas a 22 de Maio de 1992, e visa alertar a população para a necessidade e importância da conservação da diversidade biológica.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Mensagem da AAVTCV desperta interesse e curiosidade aos operadores e empresários russos por Cabo Verde

África e a quarta revolução industrial

Verbas para instalação do Instituto de Ciências e Tecnologias Agrárias alocadas no OE para 2020

Ilha do Sal: Festival da Praia de Santa Maria vai decorrer sob o lema “Morna a património da humanidade”

Santo Antão: Portal sobre o ecoturismo na ilha já está disponível em três línguas