Operadores turísticos confiantes no impacto da ligação aérea Angola-Cabo Verde

O presidente da Associação de Agências de Viagens e Turismo de Cabo Verde (AAVTCV) disse ontem esperar que a ligação aérea Angola-Sal, a retomar em abril, seja o “primeiro passo” para a dinamização do turismo entre os dois países.

Mário Sanches falava aos jornalistas à margem da I Conferência Ministerial sobre o Transporte Aéreo e o Turismo em África que começou hoje na ilha cabo-verdiana do Sal, contando com representantes de 54 países africanos.

Citado pela agência de notícias cabo-verdiana, Inforpress, Mário Sanches mostrou-se otimista com o restabelecimento da ligação aérea entre Angola e Cabo Verde, que deverá acontecer no próximo mês, assim como com as ligações já em curso com o Senegal.

Na sua opinião, estes países dispõem de ofertas turísticas que podem potenciar viagens aos cidadãos dos respetivos Estados.

“São países que podem oferecer outro tipo de turismo que nos permitirá fazer a conexão”, disse.

O presidente da AAVTCV disse que uma das pretensões desta associação é que as agências cabo-verdianas “comecem também a fazer o turismo com os países africanos”.

Sobre o evento que hoje arrancou no Sal, Mário Sanches disse que prestigia o país e valoriza o “enorme trabalho” que tem sido feito no arquipélago em setores “estratégicos e importantes” como os transportes aéreos e o Turismo.

Por seu lado, o ministro adjunto do primeiro-ministro para a Integração Regional, Júlio Herbert, presente no evento, realçou a importância destes dois setores dialogarem.

“Nós queremos acreditar que, com esta conferência sobre o transporte aéreo e o turismo em África, os países irão debruçar-se, ao nível dos seus governos, sobre as modalidades mais apropriadas para colocarem estes dois setores a dialogarem, porque estão condenados a estarem juntos e sem este diálogo será muito difícil integrar o mercado”, disse.

Organizada pelo Governo de Cabo Verde, esta conferência da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO) e da Organização Mundial do Turismo (OMT), reúne todos os países da África e os promotores contam com um recorde de participações ministeriais.

No encontro, que decorre em Santa Maria, ilha do Sal, irá ser feito “um balanço do caminho percorrido e dos ganhos alcançados nestes dois setores e desenvolver soluções pragmáticas com foco no futuro, procurando meios credíveis que permitam aos Estados africanos maximizar e equilibrar os benefícios do futuro desenvolvimento dos serviços turísticos e de transporte aéreo no continente”, segundo nota do executivo cabo-verdiano.

Além de ministros do Transporte Aéreo e Aviação Civil e ministros do Turismo de todo o continente africano, marcarão presença dirigentes da ICAO e da OMT, altos funcionários governamentais, bem como especialistas desses setores e representantes de organismos internacionais e regionais africanos.

Fonte: A Nação

Notícias

Ponta Calhetona recebeu investimentos de cerca de 12 mil contos

NOSi Akademia recebe mais 48 estagiários

Cabo Verde Airlines começa hoje a ligar as ilhas

Ribeira das Patas Porto Novo: Grupos de mulheres apostam na transformação de frutas para garantir auto-emprego

Cabo Verde Airlines reforça voos para Lisboa com chegada de Boeing 737-300