Cabo Verde acolhe XI Reunião de Ministros da Cultura da CPLP

A Cidade de Praia acolhe, no dia 12 de Abril, a XI Reunião de Ministros da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), cujo acto de abertura oficial acontece às 08h30, no Hotel Trópico, Cabo Verde.

Segundo a entendia que agrupa a comunidade lusa da África, Europa, Asia e América, este encontro de Ministros da Cultura da CPLP vai contar com a presença de todos os países membros para celebrar “A Cultura, os Oceanos e as Pessoas”, conforme o lema da Presidência de Cabo Verde no biénio 2018/2020.

A fazer fé na mesma fonte, a reunião ministerial do dia 12 será presidida pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente. Vai contar com a presença de Carolina Cerqueira, de Angola, Felipe Sartori Sigollo, do Brasil, Florentino Fernandes Dias, da Guiné-Bissau, Graça Fonseca, de Portugal, Carlos Alberto Pires Gomes, de São Tomé e Príncipe, e Teófilo Caldas de Timor-Leste. A organização não especificou se vai estar também presente o titular da pasta da Cultura da Guiné-Equatorial e Moçambique que fazem parte da CPLP.

Conforme o programa de trabalho, a anteceder a reunião ministerial, acontece a reunião preparatória dos pontos focais da cultura, nos dias 10 e 11 de abril, no Hotel Trópico.

«Durante o encontro será também designada ‘Cidade da Praia e Cidade Velha Capitais da Cultura da CPLP’, até o final do período de vigência da presidência rotativa de Cabo Verde, em 2020, com um evento que irá acontecer no Palácio da Cultura Ildo Lobo com a presença dos países da CPLP», anuncia a organização do evento.

Fonte: A Semana

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”